Pesquisa também aponta aumento do medo do desemprego
Tempo de leitura: < 1 minuto

Pesquisa revela que sete em cada dez brasileiros consideram a situação econômica atual do Brasil ruim ou péssima. Para 80% dos entrevistados, essa é uma das piores crises econômicas que o país já enfrentou. Divulgado nesta sexta-feira (10), o levantamento foi feito pelo Instituto FSB e encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Apenas 22% das pessoas ouvidas acreditam que a economia melhorou em relação aos últimos 6 meses. Para 56%, ela piorou.

A visão de futuro está dividida: 34% estão otimistas e acreditam que a situação vai melhorar um pouco (27%) ou muito (7%); 27% acham que ela vai permanecer estável e 32% estão pessimistas. Para estes últimos, a economia ainda vai piorar muito (17%) ou um pouco (15%).

FANTASMA DO DESEMPREGO

O medo de perder o emprego interrompeu série de quedas durante a pandemia e voltou a crescer, de 52%, em julho, para 61% em novembro. Para 16% o temor é muito grande; para 24%, ele é grande e para 21%, ele é médio. O percentual dos que não têm qualquer receio encolheu de 32% para 21% da população empregada.

Na avaliação de 64% dos entrevistados, a economia  ainda não começou a se recuperar da crise causada pela pandemia e 52% acreditam que essa recuperação vai levar mais de um ano para ocorrer ou não vai acontecer.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.