"Desejo dele", diz Wagner sobre falas de Neto contra nacionalização do pleito estadual
Tempo de leitura: < 1 minuto

Nesta quinta-feira (16), em declaração ao PIMENTA, o senador Jaques Wagner (PT) afirmou que o ex-prefeito de Salvador ACM Neto (UB) se distancia dos fatos quando diz que as eleições na Bahia não serão influenciadas de forma impactante pela corrida presidencial.

“Ele tá dizendo o desejo dele, não a realidade”, disse o petista, durante visita ao Chocolat Festival Bahia, em Ilhéus. Segundo Wagner, todo mundo sabe que a eleição presidencial dá o norte para as disputas nas demais esferas eleitorais.

Para Jaques Wagner, ACM Neto adota perspectiva contra a nacionalização do pleito por não ter candidato a presidente. “Ou, se tiver, deve ser muito ruim. Então, ele está preocupado com isso. Fica inventando que não vai influenciar. É só ver todas as pesquisas. Ele tá nervoso, porque sabe que o comando presidencial vai pesar muito”, alfinetou o pré-candidato do PT ao Governo da Bahia.

EFEITO LULA

No último dia 29, pesquisa Real Time/Record apontou que, associado ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Wagner chega a 34% das intenções de voto para o Governo da Bahia. Apresentado ao eleitor como independente em relação ao pleito nacional, ACM Neto mantém a liderança da corrida ao Palácio de Ondina, com 36%, mas já vê a diferença para o petista cair abaixo da margem de erro, que é de 3 pontos percentuais.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.