Maternidade é reaberta em Itabuna para partos de baixo risco || Foto Roberto Santos
Tempo de leitura: < 1 minuto

A antiga Maternidade da Mãe Pobre foi reaberta, nesta quinta-feira (27), durante solenidade com a presença de autoridades municipais. Rebatizada como Maternidade Otaciana Pinto, a unidade será administrada pelo Instituto de Gestão Aplica (IGA) depois de contratualização de 30 leitos.

Segundo o prefeito Augusto Castro, a maternidade está autorizada para partos de baixo risco. Ele anunciou que o município fornecerá enxovais às mamães, além de transporte gratuito e acompanhamento de assistentes sociais na volta para a casas, resultado de programa da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza.

Durante a solenidade desta quinta, o gestor prestou homenagem à pediatra Zina Macedo, falecida no ano passado. A profissional dará nome a ala de enfermarias da maternidade. “A lembrança é reconhecimento aos serviços que, como médica, Doutora Zina prestou à população de Itabuna, com dedicação, carinho e empenho”, declarou.

A secretária municipal de Saúde, Lívia Mendes Aguiar, destacou o empenho do prefeito em requalificar a atenção primária, com a reforma de unidades de saúde, e dotar a média e alta complexidade dos recursos humanos e materiais necessárias à prestação de serviços à população.

Segundo a secretária, a Maternidade Otaciana Pinto, a partir de agora, será a responsável pelo baixo risco gestacional, enquanto o Manoel Novaes, da Santa Casa de Misericórdia, atenderá os casos de médio e alto risco, pediatria e trauma.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.