Marão, Soane, Davidson, Bebeto, Wenceslau e Josenaldo || Foto PMI
Tempo de leitura: < 1 minuto

O prefeito Mário Alexandre, Marão (PSD), e o vice-prefeito Bebeto Galvão (PSB) se reuniram nesta sexta-feira (18), em Salvador, com o secretário de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte da Bahia, Davidson Magalhães, para discutir assuntos de interesse do município de Ilhéus.

Os representantes do governo ilheense solicitaram celeridade no processo de concessão do crédito emergencial para os comerciantes prejudicados pelas enchentes de dezembro passado. Cerca de 50 empreendedores do município solicitaram empréstimos.

Também participaram da audiência a secretária de Desenvolvimento Econômico e primeira-dama de Ilhéus, Soane Galvão, o professor Wenceslau Júnior (PCdoB), ex-vice-prefeito de Itabuna, e o presidente do PCdoB-Ilhéus, Josenaldo Cerqueira.

ANÁLISE CRITERIOSA

O crédito emergencial é ofertado pela Desenbahia, agência de fomento ligada à Secretaria de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do Estado (Setre). Na última quarta-feira (16), em entrevista ao programa O Tabuleiro, da Ilhéus FM, Davidson Magalhães informou que a estatal recebeu 3.314 solicitações de comerciantes de todo o estado.

A análise do grande volume de pedidos – conforme o secretário – é feita de maneira criteriosa, para que os beneficiados atendam às exigências da linha de crédito emergencial.

Eventuais atrasos na liberação do crédito, ainda segundo o gestor, decorrem de inconsistências nos documentos enviados à agência e da nova onda de Covid-19, que adoeceu parte dos técnicos responsáveis pela análise.

Até o momento, 500 empréstimos foram autorizados para comerciantes de toda a Bahia, totalizando R$ 13 milhões. A Desenbahia pretende conceder de R$ 50 milhões a R$ 70 milhões em financiamentos, que podem chegar a até R$ 150 mil cada.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.