Kassab defende, ao menos publicamente, a candidatura à reeleição de Otto Alencar || Foto PSD
Tempo de leitura: < 1 minuto

Ventilada como uma das hipóteses de formação de chapa majoritária na Bahia, eventual candidatura do senador Otto Alencar (PSD) ao governo baiano seria uma punição ao político aliado do PT no estado, afirmou o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, em entrevista à Band News.

– Seria punição ao Otto. Rui Costa quer ser senador e Otto também quer. Isso poderia ser um gesto negativo. Muito ruim – disse Kassab.

O presidente nacional da legenda do senador ainda reforçou que o político baiano é tradicional parceiro do PT e é quem mais, dentro da legenda, defende aliança com Lula ainda no primeiro turno.

– Isso [a candidatura ao governo baiano em vez de disputar reeleição ao Senado] é uma péssima sinalização. Acredito que lá sim, Otto sai candidato a senador e isso agrada muito o PSD – afirmou Kassab.

O DESEJO DE OTTO

Numa entrevista recente ao PIMENTA, Otto Alencar deixou claro que o seu desejo é disputar a reeleição ao Senado. “Minha posição é de defesa da minha eleição pro Senado. E espero que a unidade permaneça”, disse ele ao site (reveja a íntegra da matéria aqui).

O rearranjo na chapa governista na Bahia seria reflexo de um suposto desejo do governador Rui Costa (PT) de disputar o Senado. Como em 2022 só há uma vaga em disputa ao Senado, Otto teria que desistir da reeleição e concorrer ao Governo, enquanto o colega e amigo Jaques Wagner (PT) deixaria a disputa ao Palácio de Ondina. A estratégia não agrada a Otto nem a Wagner. Ambos, após reunião com o ex-presidente Lula, na semana passada, rechaçaram a ideia publicamente.

Uma resposta

  1. KASSAB Ñ SABE É DE NADA.OTTO HOJE CANDIDATO A GOVERNADOR É ELEIÇÃO GARANTIDA.A OPOSIÇÃO Ñ TEM VICE,Ñ TEM CANDIDATO AO SENADO E MUITO POUCO A DEPUTADO. PREFEITOS ELEITOS PELA OPOSIÇÃO SÃO POUCOS. OTTO FEZ MAIS DE 100 PREFEITOS. SAI DE BAIXO WAGNER E VAI SER MINISTRO DE LULA .—

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.