Lula garante vitória em 24 ações penais || Foto Ricardo Stuckert
Tempo de leitura: < 1 minuto

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu ontem (2) a última ação penal de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) era réu. É a vigésima quarta vitória judicial do petista. Todas as ações que respondia foram suspensas, trancadas, anuladas ou concluídas com absolvição.

O último caso era sobre a compra dos Caças Gripen, cujo negócio foi fechado pelo governo brasileiro em 2014, quatro anos após a saída de Lula da presidência da República. O contrato teve aval da Força Aérea Brasileira (FAB), que emitiu parecer favorável à transação.

Os advogados Cristiano e Valeska Zanin Martins, representantes de Lula, afirmaram que, além de fazer justiça ao caso concreto, a decisão do ministro do STF é importante registro histórico sobre o uso do Direito para a perseguição ilegítima movida pela Operação Lava Jato contra o ex-presidente, o Estado Democrático de Direito e a democracia brasileira.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.