Bernadete afirma que Rui deve prestar contas sobre investigações de mortes em ações policiais
Tempo de leitura: 2 minutos

A mãe de santo Bernadete Souza (PSOL) classificou como chacina a ação da Polícia Militar que resultou na morte de um adolescente e dois jovens, na madrugada desta terça-feira (1º), no Solar do Unhão, na região da Gamboa, em Salvador.

Segundo moradores, os policiais teriam chegado à comunidade atirando e lançando bons de gás lacrimogênio. Depois, teriam levado Patrick Sapucaia, de 16 anos, Cleverson Guimarães, 22, e Alexandre dos Santos, 20, para um imóvel abandonado e os executado.

Conforme Polícia Militar, os policiais receberam notificação de ocorrência de sequestro e, ao chegar na comunidade, teriam sido recebidos a tiros pelos jovens, que, no confronto, acabaram baleados.

Para Bernadete, as mortes não devem ser encaradas como efeitos colaterais do trabalho policial. “São assassinatos”, afirma a ialorixá, que se manifestou sobre o caso nas redes sociais.

“Chegar de matar a juventude negra! […] Tem sempre mais uma chacina para ocupar as manchetes e indignar a comunidade negra. Cabula, Nordeste, Lauro e agora a Gamboa”, escreveu Bernadete Souza, que foi candidata a prefeita de Ilhéus em 2020 e, neste ano, disputou e perdeu as prévias do PSOL para a candidatura ao Governo do Estado.

Nesta quarta-feira (2), o secretário Ricardo Mandarino determinou que a Corregedoria Geral da Secretária de Segurança Pública do Estado acompanhe as investigações da Polícia Militar sobre o caso (veja aqui).

PARA SOCIALISTA, RUI COSTA DEVE PRESTAR CONTAS SOBRE INVESTIGAÇÕES

As mortes nas operações policiais, conforme Bernadete, resultam de equívoco na política de segurança do estado. “Que governo é este que executa nossa juventude sob o lema fascista de Combate às Drogas? MENTIRA, essa é a senha para o extermínio da juventude negra, isso faz parte da estratégia histórica das elites brancas e racistas de genocídio do povo negro”, acrescentou.

A crítica da mãe de santo chegou também ao comando do governo estadual. “O governador Rui Costa [PT] prestar contas das investigações sobre os assassinatos cometidos pela polícia baiana. Chega de impunidade!”. Atualizado.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.