Preço da gasolina dispara no sul da Bahia|| Foto Maurício Maron
Tempo de leitura: < 1 minuto

O consumidor do sul da Bahia foi surpreendido ao estacionar em um posto de combustível para abastecer neste sábado (5). Em Itabuna, em determinados estabelecimentos, o preço da gasolina comum passou de R$ 7,14, no dia anterior, para R$ 8,28 no sábado. Um reajuste de R$ 1,14 de uma só vez.

Colocar um litro de gasolina no veículo não está nada fácil também para os consumidores de municípios como Ilhéus, Itacaré, Camacan, Itajuípe, Coaraci, Itajuípe, no sul da Bahia, e Teixeira de Freitas, Eunápolis, Nova Viçosa, Mucuri e Porto Seguro, no extremo-sul do estado. Em média, o litro do combustível ficou R$ 0,80 mais caro nas últimas horas nessas localidades. Em Eunápolis, o litro da gasolina chega a custar R$ 8,80.

Em Ilhéus, o litro da gasolina é comercializado entre R$ 8,23 e R$ 8,37. Praticamente não existe diferença de preço entre a gasolina comum e a aditivada. Em cidades como Teixeira de Freitas e Porto Seguro o reajuste na gasolina varia entre R$ 0,50 e R$ 0,80 por litro.

REFINARIA PRIVATIZADA

A administradora da Refinaria Mataripe, que abastece os municípios baianos, alega que os preços dos produtos seguem critérios de mercado. Isso leva em consideração variáveis como custo do petróleo, frete e dólar. A Acelen, empresa que pertence a um grupo árabe, no final do ano passado adquiriu a refinaria da Petrobras na Bahia e passou a fazer o processamento e comercialização de combustíveis.

Na tentativa de evitar os constantes aumentos de preços, o Sindicato do Comércio de Combustíveis, Energias Alternativas e Lojas de Conveniência do Estado da Bahia (Sindicombustíveis Bahia), entrou com uma representação no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE). Argumenta que os preços na Bahia são maiores que os praticados pela Acelen em Alagoas, Maranhão e Amazonas.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.