Tempo de leitura: < 1 minuto

No evento em que o PT anuncia a chapa de pré-candidatos a governador e vice-governador da Bahia e senador, Rui Costa prestou homenagem ao ex-governador e senador Jaques Wagner. “Esse aqui é um amigo de 40 anos”, disse ele ao lado da figura que o projetou para a política estadual e brasileira.

– Aqui, há 7 anos e 3 meses atrás, você me dizia: siga e faça mais do que eu consegui fazer. Desde que eu tomei posse, aqueles que não acreditam em projeto coletivo, aqueles que não acreditam em amizade duradoura, em lealdade, em gratidão, todos eles, ao longo dos 7 anos e 3 meses tentaram plantar intrigas e fofocas.

Na sequência e entre lágrimas, interrompeu o discurso, sendo amparado e abraçado pelo ex-governador Jaques Wagner. Após uns goles de água servidos pelo pré-candidato a vice-governador, Geraldo Jr., Rui retomou. “É emoção de quem é gente, de quem nasceu na favela, passou fome, de quem definitivamente quer olhar para o meu povo, as crianças”, concluiu.

Rui ainda falou da história de Jerônimo, o pré-candidato a governador pelo PT e prestou homenagem a Lula. “A Bahia precisa de Lula e Lula precisa da Bahia”, afirmou.

OTTO CORAGEM

Num ato em que não contou com a presença do senador Angelo Coronel (PSD) e sem a presença de João Leão, vice-governador que deixou o grupo e concorrerá ao Senado na chapa de ACM Neto (UB), Rui não deixou de prestar homenagem a Otto Alencar:

– Otto coragem, lealdade, gratidão, o Otto que não envergonha a Bahia. Por isso, é o nosso senador da República.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.