Tempo de leitura: < 1 minuto

O senador Otto Alencar (PSD-BA) afirmou nesse domingo (11), em Seabra, que o processo de criação da Universidade Federal da Chapada Diamantina (UFCD) foi paralisado após o impeachment da ex-presidente Dilma Roussef (PT), em 2016. Segundo Otto, os governos que sucederam o da petista não manifestaram interesse em dar continuidade ao projeto.

“Nós começamos o trabalho para trazer pra Chapada a Universidade Federal da Chapada. Isso foi encaminhado pelo Ministério da Educação. Em 2016, com a cassação da presidente Dilma, esse processo foi parado, completamente parado”, lamentou o senador, que é pré-candidato à reeleição.

O parlamentar disse que o governo federal desprezou a iniciativa pelo fato de o governo baiano ser dirigido por adversários políticos do Palácio do Planalto. “Quando o governo federal discrimina um estado na área de educação, ele merece o repúdio do povo baiano em todos os momentos. Nós haveremos, com a fé que tenho e com a força do povo da Bahia, de voltarmos a colocar no Palácio do Planalto o ex-presidente Lula”, concluiu.

O ato em Seabra contou com a presença do pré-candidato a governador pelo PT, Jerônimo Rodrigues, que lidera o trabalho de formulação do Programa de Governo Participativo (PGP) para o Governo da Bahia.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.