Universidade Para Todos tem inscrições prorrogadas
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Secretaria da Educação da Bahia prorrogou as inscrições para o processo seletivo que oferta 15 mil vagas no programa Universidade Para Todos (UPT). Os interessados em iniciar a preparação para acesso ao ensino superior têm até o dia 2 de maio para fazer a inscrição. No sul da Bahia, o programa é desenvolvido em parceria com a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc).

As vagas são destinadas aos estudantes que estiverem matriculados no 3º ano do Ensino Médio Regular nas redes estadual ou municipais (ou suas modalidades correspondentes) ou no 4º ano da Educação Profissional integrada ao Ensino Médio das redes estadual ou municipais (ou suas modalidades correspondentes), além de egressos do Ensino Médio das redes estadual ou municipais.

Também serão aceitos os alunos que concluíram os estudos por meio do Tempo de Aprender II, da Educação de Jovens e Adultos (EJA) até 2008 (concluído); do exame supletivo ou Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Para o sul da Bahia, são ofertadas 750 vagas na Uesc. Inscreva-se aqui.

Os candidatos aprovados e convocados para o Universidade Para Todos poderão matricular-se de 3 a 6 de maio, de forma presencial, no turno e no local que optaram para cursar. No ato da matricula, o candidato deverá apresentar os documentos relacionados no edital, entre os quais carteira de identidade, CPF, cartão de vacinação do Coronavírus e comprovante de residência.

Homem é morte na frente de banhistas em Ilhéus
Tempo de leitura: < 1 minuto

Desespero e muita correria na tarde de sábado (23), numa praia movimentada de Ilhéus, no sul da Bahia. O momento de tensão ocorreu quando um homem foi perseguido e morto a tiros na localidade conhecida como Boca da Barra, na zona norte da cidade.

De acordo com testemunhas, Robson Calazans, conhecido como Painho, estava na praia quando foi atacado. Eram por volta das 15h quando a vítima foi atingida e morreu no local. O corpo foi removido pelo Departamento de Polícia Técnica de Ilhéus. A polícia investiga a motivação e tenta localizar o autor ou autores dos disparos contra Robson, que era morador Alto da Legião.

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 60 milhões neste sábado
Tempo de leitura: < 1 minuto

O concurso 2474 da Mega-Sena ficou acumulado no prêmio principal, de R$ 8 milhões, e deverá sortear R$ 38 milhões na próxima terça-feira (26). As dezenas sorteadas foram 22-30-38-39-49-56.

Sem ganhador na principal, a Megas-Sena teve 27 bilhetes contemplados na quina 27 bilhetes. Cada um embolsará R$ 92.717,92. Outros 2.372 bilhetes acertaram quatro números (quadra) e vão embolsar R$ 1.507,69 cada um.

As apostas para o próximo concurso poderão ser feitas até as 19h (Horário de Brasília) da terça-feira (26).

Gilson assume a 5ª Ciretran, em Itabuna, e Alisson coordenará a 13ª Ciretran, de Ilhéus
Tempo de leitura: < 1 minuto

Mudanças no comando das Ciretrans de Itabuna e de Ilhéus. O policial militar e articulista político Gilson Nascimento volta ao comando da 5ª Ciretran, em Itabuna, e o ex-vereador Alisson Mendonça foi nomeado para a coordenação da 13ª Ciretran, em Ilhéus.

As nomeações estão publicadas na edição deste final de semana do Diário Oficial do Estado. Alisson Mendonça e Gilson Nascimento são indicações do líder do Governo na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Rosemberg Pinto (PT), principal representante das regiões sul e sudoeste na Alba.

Sede regional da Ceplac, em Ilhéus
Tempo de leitura: 2 minutos

No ano que vem, 2023, 60 anos da fundação do CEPEC (Centro de Pesquisas do Cacau), oportunidade a um terceiro Encontro. Vale pensar com muito carinho!

Luiz Ferreira

Seu Luiz, como assim o chamávamos por ser mais velho, motorista da turma de solos (Pedologia), ao se aposentar – um dos primeiros – fez um gesto simbólico ao beijar o chão, antes de transpor os umbrais da sede da CEPLAC.

Provavelmente, baseou-se no Papa João Paulo II, que tinha o hábito de beijar o chão de um país tão logo pisasse, como uma maneira de expressar seu amor e respeito pelo país e o seu povo.

Esse gesto do modesto servidor expressava sua gratidão àquela Casa que o acolhera e ali se sentira feliz em prestar sus serviços, enviando provavelmente um recado aos que ficaram: – “CEPLAC, Escola, Lar, Provedora”.

É preciso entender como foi edificada essa Instituição para se mensurar o visgo em mão dupla: Instituição versus servidor. O sentimento via dever profissional; o comprometimento com o cacau; o respeito ao homem do campo; a bandeira da excelência.

Brandão, primeiro secretário-geral, implantou um tal de espírito de corpo, incutindo-nos uma filosofia de solidariedade e lealdade ao grupo, colocando a organização na mira do trabalho profícuo. Zé Haroldo, subsequente Diretor-Geral, cravou o decálogo profissional. Paulo Alvim, Diretor científico, trouxe o mote do aperfeiçoamento. E o colega, líder extensionista, Ubaldino Dantas Machado, movimentava sua turma, com a palavra parceiro, hoje em moda.

Vale a pena registrar a importância do Banco do Brasil neste contexto, cujos funcionários cedidos transportaram os princípios éticos e de proficiência profissional da sua organização de origem, tida como de excelência.

Também, de relevância, o produtor de cacau, financiador por muitos anos, através da taxa de retenção, recursos estes gerenciados com probidade, possibilitando o retorno de bens para toda região cacaueira.

Em 2017, mesmo distante, organizei com apoio de outros colegas de Salvador, um Encontro, oportunidade que homenageamos a CEPLAC com um livro. Foi tão profícuo, que repetimos a dose em 2018, com um tributo a José Haroldo, registrado em outro livro.

Muitos se fizeram presentes, deslocando-se de Ilhéus, Itabuna, Maceió, Belém, Brasília, não pelos meus olhos, mas pelo sentimento ceplaqueano, diferentemente, talvez, se fôssemos apenas colegas de uma instituição qualquer.

No ano que vem, 2023, 60 anos da fundação do CEPEC (Centro de Pesquisas do Cacau), oportunidade a um terceiro Encontro. Vale pensar com muito carinho!

Pelo exposto, concluo que a CEPLAC é uma RELIGIÃO; e os que se formaram nela, uma ruma, como diz o bom baiano, de ABENÇOADOS.

Luiz Ferreira é pesquisador aposentado e “sócio fundador” do Cepec em 1963.

Propriedades têm ficado até 10 dias sem energia elétrica no sul da Bahia
Tempo de leitura: < 1 minuto

Comunidades rurais de Itajuípe e Ilhéus, no sul da Bahia, estão há 10 dias sem energia elétrica, segundo denúncia de produtores ligados à Associação dos Agropecuaristas do Sul da Bahia (Adasb). De acordo com a entidade, a falta de luz elétrica “tem virado rotina em algumas propriedades rurais da região Sul da Bahia, e alerta que a má qualidade do serviço ou mesmo a interrupção total, como tem acontecido, tem causado diversos prejuízos aos produtores de leite da região”.

O produtor pecuarista Pedro Fontes Filho possui propriedade na região do Potumuju, em Ilhéus e próximo ao trevo de Itajuípe, na BR-101, diz que a Fazenda Marival está entre as propriedades mais prejudicadas. Afirmando ser a falta de luz um problema recorrente, ele cita o exemplo da sua propriedade. “Estou sem energia na minha fazenda desde o dia 16 de abril e hoje permanece o problema. Já cansei de registrar ocorrência junto a concessionária responsável, a Coelba”, desabafou.

Os prejuízos na atividade leiteira são inúmeros, a exemplo de comprometimento do manejo dos animais que passam a ser ordenhados de forma manual e impossibilidade de alimentar os animais com ração no cocho, forçando ao descarte da produção. “Os funcionários também perdem toda alimentação que precisa de refrigeração. Preciso de uma resposta imediata”, diz Pedro.

A COELBA

A Coelba informou que dobrado efetivo de equipes no sul da Bahia para atender as ocorrências provocadas pelas chuvas nas últimas duas semanas. Ainda de acordo com o comunicado da empresa, são 100 profissionais em campo desde o dia 16, quando o Instituto Nacional de Meteorologia Inmet) havia previsto ventos com até 100 km/h de velocidade.