Aterro sanitário da CVR Costa do Cacau, na Rodovia Ilhéus-Itabuna, no sul da Bahia || Foto Divulgação
Tempo de leitura: 2 minutos

A valorização de resíduos em escala industrial engloba a capacidade de processar materiais recicláveis que a princípio eram considerados inservíveis. Trata-se de um processo pelo qual os resíduos voltam ao ciclo produtivo para serem reprocessados, sendo inseridos novamente na cadeia de valor. Entre seus benefícios estão a redução do desperdício, da demanda e utilização de recursos naturais como matéria prima e o fortalecimento da economia circular.

No sul da Bahia, o tratamento adequado de resíduos, que atende as determinações da Politica Nacional de Resíduos Sólidos, bem como o Marco Legal do Saneamento, é realizado pela CVR Costa do Cacau, localizada as margens da Rodovia Jorge Amado (Ilhéus-Itabuna). Em uma área licenciada pelos órgãos ambientais Inema e Ibama, a CVR atende empresas e as Prefeituras de Itabuna, Ibicaraí e Itajuípe, contribuindo dessa forma para a erradicação dos lixões desses municípios.

DIFERENÇA ENTRE LIXÕES E ATERRO SANITÁRIO

Existe uma grande diferença entre os lixões e os aterros sanitários. Nos lixões, os resíduos são dispostos a céu aberto, gerando danos irreversíveis tanto para o meio ambiente, quanto para a sociedade. Já no aterro sanitário, como o da CVR Costa do Cacau, o rejeito é disposto em uma área licenciada, com devido tratamento e proteção ao meio ambiente, oferecendo um destino mais nobre e seguro a população!

Nos aterros sanitários, os rejeitos são dispostos em uma área impermeabilizada com geomembranas de PEAD (polietileno de alta densidade), com sistema de drenos para os percolados e gases e os resíduos dispostos são compactados através de ação mecânica, impossibilitando qualquer contato direto com o solo.

COLETA SELETIVA

A coleta seletiva é uma prática que vida recolher os resíduos passiveis de serem reciclados de forma previamente separados. Graças a coleta seletiva, os resíduos que são segregados na fonte geradora, são encaminhados para reciclagem, podendo retornar ao ciclo produtivo.

Dentre os materiais recicláveis gerados podemos citar papeis, plásticos, metais e vidros. Estes quando separados e destinados a locais adequados, além de evitar a poluição do meio ambiente, retorna ao processo produtivo gerando renda a diversas famílias que sobrevivem dessa matéria-prima.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.