Apesar do aumento acumulado em um ano, alimentação ficou mais barata em maio
Tempo de leitura: < 1 minuto

O grupo de Acompanhamento de Custo de Cesta Básica (ACCB), formado por pesquisadores da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), divulgou o preço médio da cesta básica em Ilhéus (R$ 534,01) e Itabuna (R$ 524,62) no mês de maio.

No acumulado desde maio de 2021, o preço dos alimentos básicos para uma família formada por quatro pessoas subiu 28,3% em Ilhéus e 21,04% em Itabuna, muito acima da inflação acumulada de abril de 2021 a abril de 2022 (12,13%), o mais recente da série histórica do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

PREÇO DO TOMATE DESPENCA E REDUZ CUSTO DA CESTA BÁSICA

Já na comparação com abril de 2022, o preço médio da alimentação mínima recuou 5,32% em Itabuna e 4,44% em Ilhéus, com grande impacto da redução do preço do tomate, que caiu 26,89% em Ilhéus e 39% em Itabuna.

No município litorâneo, também baixaram de preço a banana (-1,39%), carne (-0,96%) e óleo (-0,79%) e registraram aumento o leite (4,41%), feijão (4,14%), café (3,38%), manteiga (2,39%), pão (2,26%), farinha (1,85%), arroz (1,39%) e açúcar (0,23%).

O itabunense pagou mais barato pela farinha (-5,83%), leite (-2,01%) e óleo (-1,24%), enquanto gastou mais para consumir feijão (9,20%), manteiga (6,21%), café (4,36%), pão (3,03%), banana (2,91%), arroz (2,76%), açúcar (0,70%) e carne (0,52%).

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.