Campanha de doação de sangue e órgãos mobiliza comunidade em Itabuna
Tempo de leitura: 2 minutos

O Banco de Sangue e a Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT) da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna estão mobilizados, agora em junho, para reforçar a ação voluntária para salvar vidas. Até o final deste mês será realizada, em parceria com a Secretaria de Saúde do Município, a Campanha Doe Vida, Seja a Esperança de Alguém!.

A campanha foi iniciada nesta segunda-feira (13), com palestras e bate-papo com pacientes da Unidade Básica de Saúde José Renan Oliveira, no Parque Boa Vista. Nesta terça-feira (14), quando é celebrado o Dia Mundial do Doador de Sangue, haverá encontro com enfermeiros da rede básica de saúde, no auditório da Secretaria Municipal de Saúde, na Avenida Firmino Alves, no centro da cidade.

Será promovida durante a campanha a capacitação dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS). “Os agentes mantêm contato quase que diário com os moradores dos bairros. Eles também conhecem a realidade do Banco de Sangue de Itabuna e podem nos ajudar muito nessa campanha de doação de sangue e órgãos”, avalia, a responsável pela triagem do Banco de Sangue, a enfermeira Maria José dos Santos.

A enfermeira destaca que o sangue é essencial para tratamentos e procedimentos médicos e cirúrgicos complexos. “Ajuda a salvar vidas todos dias, principalmente para atendimento às vítimas de diferentes tipos de acidentes e conflitos armados. Por isso, não pode faltar em estoque”, explica a profissional de saúde. Paralelamente, várias ações estão sendo promovidas com empresas privadas.

DÉFICIT

De acordo com a enfermeira, há muito tempo que os bancos de sangue e hemocentros em todo o país travam uma batalha diária para evitar que milhares de pessoas deixem de receber o atendimento médico. Ela relata que a situação fica mais crítica no início e final de ano, períodos como carnaval e festejos juninos, quando cai o número de doadores e aumenta a quantidade de pacientes necessitando de transfusão de sangue nos hospitais.

Em Itabuna, o déficit é maior para o tipo RH negativo. Nesta segunda-feira, por exemplo, o estoque estava praticamente zerado. O Banco de Sangue precisa ter um estoque com, pelo menos 1.200 bolsas mensais, mas hoje conta com 70% dessa quantidade. Por mês são feitas de 780 a 890 transfusões de sangue nos hospitais de Itabuna e cidades vizinhas.

Para tornar-se doador de sangue, o interessado só precisa levar documento de identidade com foto; estar em boas condições de saúde; ter no mínimo 16 e no máximo 69 anos para quem já é doador. Quem tem 16 e 17 anos, precisa de autorização do responsável legal.

O doador deve pesar a partir de 50 quilos; não ter feito uso de bebida alcoólica nas últimas 12 horas; não ter tido febre e não pode esta apresentando infecção bacteriana ou viral; no caso da mulher, não ter tido parto ou aborto há menos de três meses; não pode estar grávida ou amamentando.

Além disso, para ambos os sexos, não pode ter fator de risco ou histórico de doenças infecciosas, transmissíveis por transfusão; não ser portador de diabetes em uso de insulina ou epilepsia em tratamento. Para mais informações, o interessado em torna-se doador de sangue deve entrar em contato pelos telefones (73) 3214-9126 /3214-9127.

DOAÇÃO DE ÓRGÃOS

Além de aumentar a captação de doadores de sangue, a campanha busca sensibilizar as pessoas para a importância de ser um doador de órgãos. A coordenadora do CIHDOTT, Patrícia Betyar, afirma que é preciso criar parcerias para diminuir a fila de espera por um órgão na Bahia. São mais de 2 mil pessoas na expectativa do transplante no estado.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.