Encontro marca criação do Comitê Socioambiental de Ilhéus || Foto Pedro Reis
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba) instaurou o comitê responsável pelo acompanhamento dos programas do Plano de Controle Ambiental (PCA) do Porto de Ilhéus. A medida cumpre condicionante da licença de operação do terminal portuário, concedida em 2018 pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

O PCA engloba o Programa de Gerenciamento de Efluentes; Programa de Gerenciamento de Resíduos Sólidos; Programa de Controle das Emissões Atmosféricas; Programa de Gerenciamento de Ruídos; Programa de Gestão e Monitoramento da Linha de Costa; Programa de Monitoramento da Qualidade das Águas, Sedimentos e Biota Aquática; Programa de Recuperação das áreas Degradadas; Programa de Educação Ambiental; Programa de Educação Ambiental para os Trabalhadores; Programa de Comunicação Social; e o Programa de Apoio às Comunidades de Pesca.

De acordo com a engenheira sanitarista e ambiental Tatiana Pessanha, da Codeba, a criação do comitê é um marco histórico para a relação do porto com o meio ambiente e as comunidades da sua área de influência.

O comitê foi instaurado nesta semana, em reunião com a presença de representantes da Codeba, sociedade civil organizada e Prefeitura de Ilhéus. A primeira reunião oficial do comitê será em julho, em data ainda não divulgada.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.