Aldo Rebouças, da FICC, apresenta projeto do Celebra Itabuna a religiosos || Foto Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

O respeito à liberdade de culto e de crença e o combate à intolerância religiosa serão foco principal do Celebra Itabuna programado para os próximos dias 27 e 28 de julho, que marcará as comemorações pelos 112 anos de emancipação política de Itabuna, no sul da Bahia. O Celebra é promovido pela Prefeitura.

Durante dois dias, as comunidades cristã católica e evangélica e de religiões de matriz africana desfrutarão de momentos de louvor, adoração e interação com expoentes da música gospel, de ministérios católicos de música, além de representantes da cultura afro-brasileira.

A Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC) está ultimando detalhes para a definição e divulgação da grade de artistas que subiram ao palco do Celebra Itabuna, que será espaço realizado no estacionamento da Câmara Municipal de Vereadores, na confluência da Avenida Mário Padre e da Praça Rio Cachoeira.

De acordo com o presidente da FICC, Aldo Rebouças, na quarta-feira (27), a partir das 19h, está programado show musical com artistas gospel. Já no Dia da Cidade, 28 de Julho, a programação terá início às 14h, com show musical dedicado à cultura afro-brasileira.

Na sequência, os representantes das religiões de matriz africana e de movimentos afros sairão em cortejo por avenidas e ruas da cidade. O Celebra Itabuna será encerrado com show de artistas representantes da música católica, a partir das 19h.

Segundo Aldo Rebouças, a decisão do prefeito Augusto Castro (PSD) em promover um festival reunindo e difundindo nomes do cenário nacional da música católica, gospel e da cultura afro, visa fomentar o turismo religioso no município de Itabuna, bem como possibilitar e mediar discussões e debates sobre questões relacionadas à liberdade de crença e de culto e estimulando o combate à intolerância religiosa.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.