Tempo de leitura: < 1 minuto

O empresário Tharciso Romeiro Aguiar, de 38 anos, que dirigia o carro que atropelou e matou a dentista Ranitla Scaramussa Bonella, de 23 anos, no dia 11 de junho, em Ilhéus, foi indiciado, nesta quinta-feira (11), pelo crime de homicídio doloso (dolo eventual).

Ao encerrar as investigações, o delegado do Núcleo de Homicídios da Polícia Civil de Ilhéus, Helder Carvalhal de Almeida, entendeu que as provas produzidas comprovam a materialidade e a autoria do crime de homicídio com dolo eventual, que ocorre quando a pessoa não tem intenção de atingir determinado resultado, mas assume o risco de produzi-lo.

FALSO TESTEMUNHO

Durante o inquérito policial, duas testemunhas que prestaram depoimento com evidente objetivo de beneficiar Tharciso também foram indiciadas pelo crime de falso testemunho, previsto no artigo 342 do Código Penal. Leia mais no Radar 64.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.