Tempo de leitura: 2 minutos

Começou hoje (26) e seguirá até 29 de setembro o horário eleitoral nas emissoras de televisão e de rádio de todo o Brasil. Os programas vão ao ar de manhã, à tarde e à noite.

Para presidente da República, a propaganda deverá ser transmitida às terças, quintas-feiras e aos sábados, das 7h às 7h12min30 e das 12h às 12h12min30 no rádio; das 13h às 13h12min30 e das 20h30min às 20h42min30 na televisão.

Nas eleições para deputado federal, a propaganda será veiculada às terças, quintas-feiras e aos sábados, das 7h12min30 às 7h25min e das 12h12min30 às 12h25min no rádio; e das 13h12min30 às 13h25min e das 20h42min30 às 20h55min na televisão.

Nas eleições para senadora ou senador, a transmissão ocorrerá às segundas, quartas e sextas-feiras, das 7h às 7h05min e das 12h às 12h05min no rádio; e das 13h às 13h05min e das 20h30min às 20h35min na televisão.

Candidatos aos governos estaduais terão anúncios exibidos às segundas, quartas e sextas, das 7h15min às 7h25min e das 12h15min às 12h25min no rádio; das 13h15min às 13h25min e das 20h35min às 20h45min na televisão.

ELEIÇÃO AO GOVERNO DA BAHIA

Na estreia, a campanha do candidato a governador da Bahia pelo PT, Jerônimo Rodrigues, dedicou-se a apresentá-lo como o nome do presidenciável Luiz Inácio Lula da Silva, maior cabo eleitoral no pleito baiano.

O programa do petista se refere ao estado como foco da resistência ao movimento político liderado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), evocando um “Brasil da esperança, que a Bahia manteve forte e acesa”, numa referência aos governos de Jaques Wagner e de Rui Costa, que também aparecem ligados a Jerônimo Rodrigues. Assista.

Principal nome da oposição na Bahia, o candidato a governador pelo União Brasil, ACM Neto, investiu na emoção para no primeiro programa para a TV, com destaque para a música de campanha inspirada no jingle de 1990 de Antônio Carlos Magalhães, ACM meu amor.

O programa evitou cenas de estúdio e mostrou ACM Neto em movimento para falar que ele visitou mais de 200 municípios na pré-campanha. Reforçou a estratégia de apresentação de Neto como político afeito ao diálogo institucional, citando como exemplo o período em que foi prefeito de Salvador, que coincidiu com os governos Dilma, Temer e, por último, Bolsonaro. Confira.

As campanhas de João Roma (PL) e Kleber Rosa (PSOL), também candidatos ao Governo da Bahia, ainda não divulgaram os respectivos programas no Youtube. Giovani Damico (PCB) e Marcelo Millet (PCO) não têm direito ao horário eleitoral gratuito, pois seus partidos não têm representação no Congresso Nacional.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.