O professor (à direita) foi assassinado em Ibicuí|| Foto do suspeito reproduzida da TV Santa Cruz
Tempo de leitura: 2 minutos

Um misto de revolta, dor e emoção tomou conta da população de Ibicuí, que nesta quarta-feira (21) despediu-se do professor Isaac de Jesus Souza, de 44 anos. O educador foi encontrado morto na noite de terça-feira (20), no interior da residência onde morava. O sepultamento foi no final da tarde de hoje, no cemitério municipal de Ibicuí.

O suspeito de assassinar o professor foi preso em Itabuna e confessou o crime, conforme informou o coordenador regional da Polícia Civil, delegado Evy Paternostro. O acusado foi identificado como Fábio Souza Santos Lima Júnior, de 26 anos. Ele é morador do bairro Parque Verde, em Itabuna, e já estava preso desde a tarde de terça-feira. Ele havia sido detido numa operação policial contra o tráfico de drogas, no bairro Fonseca.

A polícia iniciou as investigações  do assassinato do professor da rede municipal de Ibicuí ainda na noite de terça-feira. Na troca de informações com a Polícia Civil de Itabuna descobriu-se que uma pessoa tinha sido detida por tráfico e porte ilegal de arma de fogo. Fábio Souza estava com um CPF no nome do do educador morto.

Além de matar Isaac de Jesus, o assassino levou o veículo, notebook e o celular da vítima. De acordo com a polícia, Fábio Souza relatou que conheceu a vítima pelas redes sociais e foi convidado para ir até Ibicuí para um encontro. Lá, foram até uma pizzaria no centro da cidade e depois seguiram para a casa do educador. Imagens de câmera de segurança do estabelecimento mostram os dois juntos no local.

MORTO POR ESTRANGULAMENTO

Durante o depoimento, Fábio Souza indicou onde tinha escondido o veículo da vítima. O celular e notebook também foram recuperados pela polícia. O autor confesso do crime passou por audiência de custódia na tarde desta terça-feira e teve a prisão decretada pela Justiça. Ele será levado para o Conjunto Penal de Itabuna.

O professor foi encontrado com os braços amarrados e apresentava sinais de enforcamento. O corpo foi localizado por familiares que perceberam que Isaac de Jesus não havia comparecido para trabalhar nas escolas onde lecionava nem dava notícias desde última segunda-feira (19). Ele trabalhava na Escola Municipal São Pedro e em outra unidade particular.

O sentimento é dor e revolta na pequena cidade de Ibicuí, onde o professor era muito querido pela população, que cobra punição severa para o assassino. O sepultamento foi acompanhado por uma multidão, que lamentou a perda trágica do jovem professor. O município divulgou nota de pesar lamentando o ocorrido.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.