Diego Brito: apostava na construção coletiva de um outro mundo
Tempo de leitura: 2 minutos

O professor Diego Henrique Santos Brito, de 31 anos, faleceu após acidente automobilístico próximo a Ibirapitanga, no baixo-sul da Bahia, na noite desta sexta-feira (30). Segundo informações, ele perdeu o controle do carro, que saiu da pista e bateu numa árvore.

Lara Araújo, companheira de Diego, estava no veículo e sobreviveu. Ela quebrou um dos braços e a clavícula e foi levada para o Hospital Calixto Midlej Filho, em Itabuna, onde passou por cirurgia e segue internada.

Engenheiro de Produção e mestre em Ciências Ambientais, Diego Brito era professor da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), no Campus de Xique-Xique. Ontem (30), Lara e Diego deixaram a cidade do oeste baiano com destino a Itabuna, onde mantiveram domicílio eleitoral.

“UM OUTRO MUNDO POSSÍVEL”

Militante do Psol desde 2014, Diego Brito era representante da tendência Insurgência na Executiva Estadual do partido e foi candidato a vereador de Itabuna em 2016, conta ao PIMENTA a professora de Filosofia Delliana Ricelli, amiga e correligionária dele. Ela enviou ao site a nota divulgada pela Insurgência.

– Diego era um lutador que sonhava e apostava seu tempo e sua energia de vida na construção coletiva de um outro mundo possível. Com seu modo sereno, centrado e tremendamente responsável, era vocalizador de tantas pautas e lutas – diz trecho da nota.

Na academia e na arena política, o itabunense foi pesquisador-militante da luta contra o racismo ambiental e os impactos da exploração de jazidas de ferro em Caetité. Também fez parte do movimento estudantil e do sindicalismo docente, por meio do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN).

Além da companheira, Diego deixou uma filha de 5 anos, o irmão Davidson Brito – a quem daria seu voto para deputado estadual neste domingo (2) – e o pai Henrique Brito. Em círculos sociais de Itabuna e da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), onde o engenheiro estudou, o clima é de profunda consternação. A Associação dos Docentes da Uesc (Adusc) manifestou pesar.

A família aguarda a liberação do corpo, pelo Departamento de Polícia Técnica de Ilhéus, para iniciar o velório, previsto para o início da tarde deste sábado (1º), no SAF de Itabuna. O sepultamento será às 17h, no Cemitério Campo Santo.

4 respostas

  1. Que tristeza😣😭. Diego além de um homem tão inteligente, era uma pessoa bondosa, empático. Conheço desde Divina aonde se destacava pelas excelentes notas e pelo carinho para com os amigos. Que o Senhor te receba de braços abertos.

  2. Lamentável, uma grande perda para todos nós. Momento de muita tristeza.
    Que Deus o conduza para a luz.
    Meus sinceros sentimentos a todos familiares, parentes e amigos.
    Consternada …
    Sem palavras!🙏🏼

  3. Meus sentimentos a todos, uma pessoa maravilhosa que entrou na vida de minha sobrinha e eu o tinha como um sobrinho. Sem palavras nesse momento.

  4. Que triste!Tão jovem e estudado,uma vida pela frente!Meus sinceros sentimentos a todos os familiares.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.