Ex-governador Wagner, Lula, o governador eleito Jerônimo Rodrigues e governador e padrinho Rui Costa
Tempo de leitura: 2 minutos

Engenheiro agrônomo e ex-secretário estadual de Educação, Jerônimo Rodrigues (PT) acaba de ser eleito governador da Bahia. Ele bateu nas urnas o candidato tido como favorito na disputa até o final do primeiro turno, o ex-prefeito ACM Neto (UB). Com 99,9% das urnas totalizadas, Jerônimo obtém 52,78% dos votos válidos ante 47,22%.

Nascido em Aiquara, no Médio Rio de Contas, Jerônimo Rodrigues foi secretário estadual de Desenvolvimento Rural da Bahia, de onde saiu para comandar a pasta da Educação, no período de 2019 até março deste ano. Ele é formado em Agronomia e professor da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs).

HEGEMONIA DO PT

A vitória do professor e engenheiro agrônomo mantém a hegemonia do Partido dos Trabalhadores na Bahia. O partido está à frente do governo estadual desde 2007 e terá um ciclo de mais quatro anos pela frente. Poderá completar 20 anos no poder.

Jerônimo foi um nome bancado pelo governador Rui Costa, após o ex-governador e senador Jaques Wagner (PT) desistir da disputa. Havia sugestão de nomes como Moema Gramacho, prefeita de Lauro de Freitas, e de Luiz Caetano, ex-deputado federal e secretário de Relações Institucionais e ex-prefeito de Camaçari.

Com alto índice de aprovação no início deste ano, cofres do estado cheios e desistindo da disputa ao Senado Federal, Rui Costa lançou o nome de Jerônimo e teve apoios internos, como do líder do Governo na Assembleia Legislativa (Alba) e deputado estadual Rosemberg Pinto.

GANHOU FORÇA

O nome de Jerônimo começou a ganhar força, principalmente depois de uma movimentação em que poderia levar Otto Alencar, reeleito senador em 2 de outubro, a disputar o governo baiano. Ele resistiu. Rui costurou apoios e Jerônimo então foi lançado pré-candidato com as bênçãos do ex-presidente Lula.

Nas urnas em 2 de outubro, Jerônimo ficou a menos de 50 mil votos de liquidar a fatura ali. Foi para a disputa em segundo turno contra o ex-prefeito ACM Neto. Acabou eleito com mais de 470 mil votos de frente.

Lula é eleito para terceiro mandato presidencial
Tempo de leitura: < 1 minuto

O povo brasileiro elegeu Luiz Inácio Lula da Silva para a Presidência da República nas eleições 2022, dando ao petista 50,87% dos votos válidos ante 49,13% do presidente Jair Bolsonaro (PL). O Tribunal Superior Eleitoral confirmou o resultado do segundo turno por volta das 19h50min deste domingo (30).

Com 99,45% das urnas apuradas até as 20h19min, Lula recebeu 59.936.533 votos contra 57.892.668 de Bolsonaro. Mais de 5,6 milhões de eleitores votaram em branco ou anularam o voto.

Lula é o primeiro eleito três vezes para a o cargo de presidente do Brasil. Com 77 anos, o filho de Garanhuns (PE) também é o presidente eleito mais velho da história do país.

Após a confirmação da vitória, Lula se dirigiu a um hotel na cidade de São Paulo, onde concederá entrevista coletiva. Depois, seguirá para a Avenida Paulista, onde fará o primeiro pronunciamento como presidente eleito.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) ainda não se manifestou após o resultado da eleição. O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou que a vontade das urnas deve ser respeitada.

Puxado pelo ex-presidente Lula, Jerônimo está praticamente eleito governador da Bahia || Foto Ricardo Stuckert
Tempo de leitura: < 1 minuto

Com 87% das urnas totalizadas, Jerônimo Rodrigues (PT) impôs vantagem de mais de 320 mil votos e deve ser eleito o governador da Bahia.

Jerônimo está com 52,25% dos votos válidos (3.886.236) e o ex-prefeito de Salvador ACM Neto (UB) tem 47,75%
(3.551.162).

O Datafolha, do Grupo Folha, já projetou o petista e ex-secretário de Educação como governador eleito da Bahia.

Casagrande é reeleito governador do Espírito Santo || Foto Revista Brasil Atual
Tempo de leitura: < 1 minuto

As apurações caminham para o final em três estados brasileiros onde houve segundo turno para definição de governador.

No Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB) está reeleito com 53,78% dos votos válidos. Ele disputou contra Manato (PL).

Já na Paraíba, João Azevêdo, também do PSB, foi reeleito com 52,35% dos votos válidos, enfrentando Pedro Cunha Lima (PSDB).

Eduardo Riedel (PSDB) vence a disputa no Mato Grosso do Sul, com 56,91%.

Jerônimo Rodrigues e ACM Neto disputam o governo da Bahia
Tempo de leitura: < 1 minuto

A totalização dos votos começa com o ex-prefeito de Salvador ACM Neto (UB) na frente na disputa pelo Governo da Bahia contra Jerônimo Rodrigues (PT) neste segundo turno.

Conforme o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Neto tem 50,7% dos votos válidos (552.293) contra 49,3% (537.065) de Jerônimo, que é apoiado pelo governador Rui Costa.

Mais de 100 urnas foram trocadas na Bahia || Imagem TSE
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) revela que 101 urnas eletrônicas foram substituídas em todo o estado até as 14h deste domingo (30) de eleições gerais. Porto Seguro, no extremo-sul, registra o maior número de ocorrências deste tipo. No município, 12 urnas precisaram ser substituídas, conforme o TRE em boletim divulgado por volta das 14h.

Segundo o tribunal, são 38 mil urnas preparadas para o pleito em todo o estado. As trocas ocorreram em 53 cidades, incluindo a capital, onde o TRE baiano substituiu dois equipamentos. No sul e no extremo-sul do Estado, houve troca de urna em outros 5 municípios.

Entre Rios, Jacobina, Ribeira do Pombal, Santo Antônio de Jesus e Serra Dourada registraram, cada uma, quatro substituições. As demais ocorrências foram em Alagoinhas (3), Aracatu (1), Baianópolis (1), Barra do Rocha (1), Boninal (1), Brejolândia (1), Brumado (1), Buerarema (1), Cachoeira (3), Camamu (1), Central (2), Conceição do Coité (1), Curaçá (1), Feira de Santana (1), Guanambi (1), Iraquara (2), Itaberaba (1), Itiruçu (2), Jacaraci (2), Jaguaquara (1), Jequié (2), Jeremoabo (2), Juazeiro (1), Lamarão (1), Macajuba (1), Malhada de Pedras (1), Maracás (1), Nova Soure (3), Paramirim (2), Remanso (1), Ribeira do Amparo (1), Rodelas (1), Ruy Barbosa (1), Santa Bárbara (2), Santa Cruz Cabrália (2), São Félix (1), Senhor do Bonfim (2), Serrolândia (1), Tanque Novo (1), Teolândia (1), Tucano (3), Ubatã (1), Varzedo (1), Vereda (1), Vitória da Conquista (2) e Wenceslau Guimarães (3).

Olívia Santana acusa PMs de intimidar eleitores de Lula e Jerônimo
Tempo de leitura: < 1 minuto

Um policial militar se referiu ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como “vagabundo” numa discussão com a deputada estadual reeleita Olívia Santana (PT), neste domingo (30), em frente ao Colégio Henriqueta Martins Catarino, em Salvador. Antes da ofensa do PM a Lula, a deputada chamou os policiais de “bolsonaristas” (vídeo abaixo do texto).

De acordo com a parlamentar, os PMs intimidaram eleitores de Lula e do candidato do PT ao Governo da Bahia, Jerônimo Rodrigues, que estavam reunidos diante da escola, local de votação da deputada. Já os PMs afirmaram que cumpriram o dever legal de coibir boca de urna, conduta que atribuíram ao grupo petista. Um dos policiais chegou a tomar bandeiras das mãos dos eleitores e da própria Olívia Santana.

Após o ocorrido, Olívia afirmou que está bem, apesar de se sentir ultrajada, pois estava acompanhada pela mãe de 88 anos. “É o que mais me doeu”. Para a deputada, ela e o grupo de eleitores foram vítimas de um ato covarde.

– Ele fez o que fez porque estava diante de mulheres negras, homens negros, de pessoas da periferia. Mesmo eu sendo uma deputada, fui tratada de maneira altamente desrespeitosa. Aos olhos impregnados pelo racismo, uma preta será sempre uma preta – escreveu Olívia em uma rede social.

O Comando da Polícia Militar ainda não se manifestou sobre a ocorrência. Olívia Santana disse que fez contato com o coronel Paulo Coutinho e, segundo ela, o comandante da corporação “promoveu a retirada dos policiais e ficou de promover o processo de apuração dos fatos”. A Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) apura o caso. Confira o vídeo.

MPT terá plantão eleitoral também neste domingo de 2º turno || Reprodução
Tempo de leitura: 2 minutos

O Ministério Público do Trabalho (MPT) vai manter esquema espacial de plantão durante todo o fim de semana da votação de segundo turno nas eleições gerais para atender de forma rápida a casos de assédio eleitoral. O sistema de denúncias virtual, feito por formulário disponível no site mpt.mp.br, terá o reforço da possibilidade de recepção de relatos presencialmente tanto em Salvador quanto nas unidades de Feira de Santana, Santo Antônio de Jesus, Itabuna, Eunápolis, Vitória da Conquista, Barreiras e Juazeiro. Com servidores e procuradores de plantão, as denúncias urgentes poderão ser rapidamente analisadas e se houver elementos poderão ser inclusive adotadas medidas judiciais de urgência.

A escala de trabalho, com designação de procuradores e servidores para cada uma das unidades, foi definida em portaria publicada na quinta-feira (27). Assim como a Bahia, o MPT terá sistema de plantão especial em todo o país. O objetivo da medida é fazer frente ao grande volume de casos que vem chegando ao conhecimento do órgão envolvendo denúncias de assédio de trabalhadores, tanto no setor público quanto no privado. Até o momento, no país são mais de 1.700 casos, envolvendo 1.350 empregadores. Na Bahia, foram contabilizadas 31 denúncias, referentes a 25 empregadores diferentes. Mas esses números têm crescido a cada dia e podem avançar mais à medida que se aproxima a data da votação.

Dentre os casos que chamam mais a atenção estão ameaças de demissão, coação e promessas de vantagens para quem votar em determinado candidato. No momento da votação, há outras preocupações, como escalas que não permitam ao trabalhador exercer seu direito de voto e orientações para registrar a votação como exigência do empregador. Todo caso pode ser encaminhado ao MPT, que pede ao denunciante que apresente o maior número de elementos e, se possível, provas da ocorrência. As denúncias feitas tanto presencialmente quanto pelo site podem ser identificadas ou mesmo sigilosas, quando a identidade do denunciante é protegida.

Para fazer denúncias, acesse https://www.prt5.mpt.mp.br/servicos/denuncias

Ministério Público do Trabalho na Bahia – PRT 5ª Região
Atendimento ao público, nesta sábado e domingo (29 e 30/10), das 9h às 15h

CONFIRA ENDEREÇO E TELEFONE DAS REGIONAIS DO MPT NA BAHIA

SALVADOR: Av. Sete de Setembro, nº 2563 – Corredor da Vitória – CEP: 40.080-003 | tels.: (71) 3324-3444 / 3400
BARREIRAS:Rua 19 de Maio, nº 141 – Centro – CEP 47800-240 | tel: (77) 3611-6898
EUNÁPOLIS: Avenida Adolpho Xavier, nº 360 – Dinah Borges – Eunápolis-BA CEP: 45.830-140 | tel.: (73) 3281-2102
FEIRA DE SANTANA: Rua Francisco Martins da Silva, nº 204 – Central – CEP: 44.075-475 | tel.: (75) 3616-0814
ITABUNA: Rua Duque de Caxias, nº 655, Centro – CEP: 45.600-210 | tel.: (73) 3212-3964
JUAZEIRO: Rua Napoleão Laureano, nº 422 – Santo Antônio – CEP: 48.903-040 | Tel.: (74) 3611-8900
SANTO ANTÔNIO DE JESUS: Rua Coronel Jovino Amâncio, nº 67, Centro – CEP : 44.430-202 | tel.: (75) 3632-2011
VITÓRIA DA CONQUISTA: Avenida Gilenilda Alves, 275, Bairro Boa Vista – CEP: 45.027-560. Tel.: (77) 3422-4475

Flamengo embolsa total de R$ 201 milhões ao conquistar Libertadores e Copa do Brasil || Foto Gilvan de Souza/Flamengo
Tempo de leitura: < 1 minuto

Com a conquista do título da Libertadores da América, o Flamengo receberá premiação total de R$ 125 milhões. Na tarde/noite deste sábado (29), o Rubro-Negro tornou-se tricampeão da competição continental.

Do valor, R$ 85 milhões é relativo à conquista e os R$ 40 milhões restantes por ter entrado já na fase de grupos e avançado até a final.

Batido por 1 a 0 pelo Flamengo, o Athletico leva o prêmio de US$ 13,55 milhões – cerca de R$ 72 milhões na cotação atual – pelo vice-campeonato.

COPA DO BRASIL

Juntando a premiação pela conquista da Copa do Brasil em cima do Corinthians, o Flamengo enche o cofre com cerca de R$ 201 milhões.

O site GE revelou que os resultados do Rubro-Negro carioca são superiores às metas traçadas para 2022. No planejamento orçamentário, o Flamengo projetou as semifinais da Libertadores e Copa do Brasil. A terceira – e última – é o vice-campeonato do Brasileirão, o que está praticamente descartado.

PRF está proibida de direcionar fiscalização para transporte público de eleitores || Foto VarginhaOn
Tempo de leitura: 2 minutos

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) proibiu a Polícia Rodoviária Federal (PRF) de realizar fiscalização direcionada ao transporte público de eleitores neste domingo (30), quando mais de 150 milhões de brasileiros devem ir às urnas para escolher governadores e novo presidente da República. O descumprimento da vedação pode acarretar responsabilização criminal do diretor-geral da PRF, por desobediência e crime eleitoral, bem como dos respectivos executores da medida.

O presidente da Corte eleitoral, Alexandre de Moraes, também proibiu que a Polícia Federal divulgue, até o final do segundo turno, o resultado de operações desde que relacionadas às eleições, igualmente sob pena de responsabilização criminal do diretor-geral da PF, por desobediência e crime eleitoral, além da responsabilização dos executores das ações. A decisão do ministro foi tomada a partir de uma notícia apresentada ao TSE pelo deputado federal Luiz Paulo Teixeira Ferreira (PT-SP).

Na notícia protocolada, o deputado federal Paulo Teixeira, comunica suposto uso eleitoral das Polícias Federal e Rodoviária Federal em benefício da candidatura à reeleição de Jair Bolsonaro (PL).

A DECISÃO

Na decisão, o ministro Alexandre de Moraes destacou que, no dia da votação, deve imperar a ordem, a regularidade, a austeridade. “A liberdade do eleitor depende da tranquilidade e da confiança nas instituições democráticas e no processo eleitoral. À luz da segurança do processo, compete privativamente ao Tribunal Superior Eleitoral a as providências que julgar conveniente à execução da legislação eleitoral, com a finalidade de cumprimento da lei e para garantia da votação e da apuração”, afirmou o ministro.

Segundo Moraes, as notícias de constantes do processo podem ter podem ter influência no pleito eleitoral, sendo, portanto, de competência do TSE fiscalizar a lisura dos procedimentos de maneira que não se altere a igualdade nas eleições.

“Trata-se de fatos graves que justificam a atuação célere e a adoção de medidas adequadas no intuito de preservar a liberdade do direito de voto, no qual concebido o acesso ao transporte gratuito no dia do pleito”, salientou o ministro.

Leia Mais