Gal e Lula em encontro na campanha de 2022 || Foto Ricardo Stuckert
Tempo de leitura: < 1 minuto

A morte da cantora Gal Costa, nesta quarta-feira (9), gerou diversas manifestações de pesar de colegas da artista e de autoridades públicas, a exemplo do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva; do governador Rui Costa; e do governador eleito Jerônimo Rodrigues, todos do PT.

– Gal Costa foi das maiores cantoras do mundo, das nossas principais artistas a levar o nome e os sons do Brasil para todo o planeta. Seu talento, técnica e ousadia enriqueceu e renovou nossa cultura, embalou e marcou a vida de milhões de brasileiros – escreveu Lula em uma rede social.

Rui Costa decretou luto oficial de três dias na Bahia. “Lamento profundamente a morte de Gal Costa. Com sua partida, perdemos uma das mais potentes vozes da nossa música, eternizada em interpretações que cantam a Bahia e o Brasil para todo o mundo”, afirmou o governador.

Jerônimo Rodrigues lembrou o papel de Gal Costa durante a ditadura militar e do posicionamento crítico da cantora em relação ao Governo Bolsonaro. “Dona de uma voz inigualável, Gal nos presenteou com a sua arte e se tornou um dos símbolos de resistência em tempos sombrios da nossa História, no passado e no presente. Suas interpretações farão, para sempre, parte da trilha sonora das nossas vidas”, escreveu o governador eleito, que manifestou solidariedade aos familiares, amigos e fãs da artista.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.