Sônia Fontes fala na abertura do 2º Seminário Recicla Itabuna
Tempo de leitura: < 1 minuto

A abertura do segundo Seminário Recicla Itabuna reuniu representantes de órgãos públicos, empresas e entidades civis no auditório do Sest/Senat, nesta quinta-feira (17), para discutir resultados e perspectivas da política de resíduos sólidos do município. De acordo com a secretária municipal de Planejamento, Sônia Fontes, a cidade conseguiu deixar no passado os danos socioambientais do antigo lixão, desativado em maio de 2021.

– Não foi fácil como se imagina. Conseguimos quebrar um paradigma de tantos anos, que foi o fechamento do lixão, uma vergonha para a nossa cidade. Além disso, conseguimos priorizar, no começo da gestão, a implantação do Sistema de Gerenciamento de Resíduos Sólidos – afirmou a secretária.

Há um ano e meio, os resíduos sólidos produzidos em Itabuna são descartados no aterro sanitário da CVR Costa do Cacau, localizado às margens da BR-415, em Ilhéus. A empresa é parceira do município no projeto de inserção socioeconômica dos agentes de reciclagem que deixaram o lixão para tocar a Central de Triagem de Materiais Recicláveis, além do serviço de coleta seletiva. O gerente comercial da CVR, Maurício Ramos Sena, apresentou o trabalho da empresa, que segue as diretrizes do Plano Nacional de Saneamento.

O seminário também teve painéis sobre políticas públicas de resíduos sólidos e coleta seletiva. O debate contou com a presença de representantes da Defensoria Pública do Estado, Conselho Municipal de Meio Ambiente, Uesc, UFSB, Amurc, Consórcio da Mata Atlântica e das secretarias municipais de Educação; Agricultura e Meio Ambiente; e Promoção Social e Combate à Pobreza.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.