Raissa antes das agressões e depois de levar pedrada || Montagem G1BA
Tempo de leitura: 2 minutos

Uma mulher de 30 anos perdeu alguns dos dentes após ser agredida com uma pedrada, em uma barraca de praia de Ilhéus, no sul da Bahia. Segundo Raissa Martins, o caso aconteceu no domingo (1º) e os suspeitos também agrediram o sogro e o marido dela, com garrafadas e pauladas.

A vítima detalhou que o grupo estava armado, efetuou disparos, mas ninguém foi atingido.

Segundo a Polícia Civil, as agressões aconteceram durante uma tentativa de assalto. Já a vítima, que ajudava o sogro a arrumar o estabelecimento para receber clientes que tinham feito reservas, disse que o caso trata-se de um grupo que queria ter acesso à barraca sem pagar taxa de entrada. Ninguém foi preso até esta terça-feira (3).

“Eu senti a pedrada, vi a pedra no chão e comecei a cuspir. Quando vi, eram os dentes na minha mão”, contou.

Não há detalhes de quantos dentes Raissa perdeu, mas através de imagens é possível notar que caíram ao menos três dentes da frente da arcada superior e dois da inferior.

Raissa ficou internada no Hospital Costa do Cacau, em Ilhéus, durante dois dias e vai precisar passar por profissionais da área de odontologia para reconstruir os dentes.

“Sou uma pessoa engraça, extrovertida e gosto muito de sorrir e fazer as pessoas sorrirem”, desabafou a vítima.

O sogro de Raissa, também vítima da agressão tem 62 anos. Ramazan Ferra, ficou com um olho roxo e outras marcas das agressões. Ele afirmou que os 10 suspeitos foram bastante violentos.

“Eles vieram da praia e pularam na piscina. Fomos até lá conversar com eles e eu, meu filho e minha nora fomos agredidos. A pior foi ela, que recebeu uma pedrada na boca. Graças a Deus foi na boca, porque se fosse na cabeça ela tinha morrido”, disse.

Raissa contou que, após a pedrada, os suspeitos foram embora e retornaram disparando tiros de arma de fogo. “Muitos objetos foram arremessados na gente e quando eu achei que as agressões tinham acabado, eles voltaram atirando”, relembrou Raissa.

O caso é investigado na delegacia de Ilhéus. Os policiais ainda contaram que os suspeitos não roubaram nenhum item do estabelecimento, mas também causaram prejuízos patrimoniais. Informações da TV Santa Cruz.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.