Municípios do sul da Bahia receberão vacina contra a dengue
Tempo de leitura: 2 minutos

O Ministério da Saúde anunciou, nesta quinta-feira (25), a lista com 521 municípios brasileiros que receberão, nos próximos dias, doses de vacina contra a dengue. Do total de cidades contempladas, 115 ficam na Bahia, dentre as quais Itabuna, Ilhéus, Almadina, Aurelino Leal, Arataca, Barro Preto, Buerarema, Coaraci, Camacan, Mascote, Canavieiras, Dário Meira, Floresta Azul e Gongogi.

A lista de municípios do sul da Bahia que irão receber vacina contra a dengue para rede pública inclui ainda Jussari, São José da Vitória, Santa Cruz da Vitória, Ibirapitanga, Ibicaraí, Ibirataia, Itapitanga, Itaju do Colônia, Itapé, Itajuípe,Ipiaú, Itagibá, Itacaré, Santa Luzia, Una, Ubaitaba, Uruçuca e Pau Brasil. Acesse aqui todos os municípios baianos que receberão vacina.

De acordo com o Ministério da Educação, as regiões de saúde selecionadas atendem a três critérios: possuem pelo menos um município de grande porte, ou seja, com mais de 100 mil habitantes, com alta transmissão de dengue registrada em 2023 e 2024, e com maior predominância do sorotipo DENV-2.

São 16 estados e o Distrito Federal com municípios que preenchem os requisitos para o início da vacinação a partir de 2024. Serão vacinadas as crianças e adolescentes entre 10 e 14 anos, faixa etária que concentra maior número de hospitalização por dengue – 16,4 mil de janeiro de 2019 a novembro de 2023, depois das pessoas idosas, grupo para o qual a vacina não foi autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O MS informou que a definição de um público-alvo e regiões prioritárias para a imunização foi necessária em razão da capacidade limitada de fornecimento de doses pelo laboratório fabricante da vacina. A primeira remessa com cerca de 757 mil doses chegou ao Brasil no último sábado (20). O lote faz parte de um total de 1,32 milhão de doses fornecidas pela farmacêutica. Outra remessa, com mais de 568 mil doses, está com entrega prevista para fevereiro.

Além dessas, o Ministério da Saúde adquiriu o quantitativo total disponível pelo fabricante para 2024: 5,2 milhões de doses. De acordo com a empresa, a previsão é que sejam entregues ao longo do ano, até dezembro. Para 2025, a pasta já contratou 9 milhões de doses.  Texto atualizado às 22h43min para correção.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *