Governo do Estado convoca mais 700 policiais|| Foto divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Governo do Estado convocou, nesta sexta-feira (9), 538 investigadores de polícia, 122 delegados e 49 escrivães para a entrega da documentação e dos exames médicos. Ao total, serão 709 novos servidores que, após esta fase, a nomeação e a posse, atuarão na capital e no interior do estado, reforçando a segurança. A lista com os nomes dos convocados foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE).

Os futuros policiais foram aprovados no concurso da Secretaria da Administração (Saeb)em 2022. Os convocados devem seguir as orientações para apresentação descrita no edital publicado. O ato convocatório traz informações como data e horário de apresentação, além da relação de documentos necessários. Acesse aqui a lista de convocados.

Após a apresentação dos exames médicos, o candidato será informado sobre a data de retorno para ser encaminhado para realização da avaliação pré-admissional na Junta Médica Oficial do Estado. Na ocasião, o candidato deverá apresentar os exames originais. Os candidatos que não atenderem a esta convocação, na forma e prazo determinado, perderão o direito a nomeação.

Confira lista de municípios baianos que recebem primeiras doses da vacina contra a dengue || Foto Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahia recebeu, nesta sexta-feira (9), a primeira remessa da vacina contra a dengue. Nesse primeiro momento, as 70.368 mil doses serão destinadas aos municípios de Salvador, Lauro de Freitas, Vera Cruz, Madre de Deus, São Francisco do Conde, Itaparica, Candeias, Santo Amaro, São Sebastião do Passé e Saubara.

A previsão é de que a Bahia receba mais 49.740 doses na próxima segunda-feira (12). Dessas, 32.290 doses para os municípios da região de Feira de Santana e 17.450 para os municípios da região de Camaçari.

De acordo com o Ministério da Saúde, os municípios atendem aos critérios definidos pelo Governo Federal em conjunto com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems). A distribuição aos municípios será feita ainda nesta sexta.

A Secretária da Saúde, Roberta Santana, comemorou a chegada dos imunizantes e ressaltou a necessidade de um trabalho conjunto com a sociedade. “É preciso destacar que a vacina da dengue não é solução imediata. Nós temos que trabalhar na prevenção lembrando que mais de 80% dos focos de dengue estão nas residências. O enfrentamento à dengue também está dentro de casa”, disse.

Inicialmente, o público-alvo será composto por crianças e adolescentes de 10 a 14 anos. Essa é a faixa etária que concentra o maior número de hospitalizações por dengue, após os idosos, grupo para o qual a vacina não foi liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

MUNICÍPIOS MAIS AFETADOS

A Bahia tem 13 municípios em epidemia. São eles: Bonito, Novo Horizonte, Piatã, Morro do Chapéu, Lajedão, Rodelas, Macaúbas, Jacaraci, Piripá, Encruzilhada, Cordeiros, Vitória da Conquista e Ipiaú.

Já os municípios em alerta para epidemia são Ibicoara, Tanque Novo, Mortugaba e Brejões. Há, ainda, os municípios sob risco: Adustina, Chorrochó, Belo Campo e Anagé.

Inscrições para o "Enem dos Concursos" acaba nesta sexta-feira (9) || Foto ABr
Tempo de leitura: 2 minutos

Com mais de dois milhões de inscritos, o Concurso Público Nacional Unificado (CPNU) encerra o prazo para inscrições nesta sexta-feira (09/02). Deste total, 800 mil pessoas ainda não pagaram a taxa de inscrição. O prazo final para pagamento é o mesmo para todos: 16 de fevereiro.

Para os cargos de nível superior, a taxa é de R$90, enquanto para o bloco de cargos de nível médio o valor é de R$60. O pagamento deve ser feito apenas por meio da Guia de Recolhimento da União (GRU) no banco, ou via PIX, com o respectivo QR Code.

A ministra da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck, faz um alerta aos candidatos que já realizaram a inscrição, mas que ainda não fizeram o pagamento da taxa, e também para aqueles que receberam a negativa do pedido de isenção e precisam efetuar agora o pagamento da GRU. “A inscrição final depende do pagamento das inscrições, então vale o alerta ao pessoal que já se inscreveu e ainda não pagou”, frisa.

COMO SE INSCREVER?

O CPNU é uma inciativa do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) e é considerado um modelo inovador de seleção de servidores públicos federais.

Para se inscrever, o candidato deve acessar a página do GOV.BR. Em seguida, é necessário fazer o login e seguir as orientações indicadas. No momento da inscrição, o candidato faz a escolha pelas carreiras, que estarão divididas em oito blocos temáticos. Cada bloco reúne as carreiras que possuem semelhanças entre si.

Leia Mais

Formação atual do 'Paroano Sai Milhó", que completa 60 Carnavais
Tempo de leitura: 2 minutos

Imaginar que a Cidade de Salvador, com suas imensas e contínuas dificuldades em querer ser metrópole, se organiza, se enfeita e se ilumina para permitir que Afoxés, Trios Elétricos, Blocos, “pipocas” e a nossa roda de palhaços cumpram a benfazeja sina de colorir e alegrá-la!

 

Archibaldo Daltro Barreto Filho

Não chegamos ao apogeu. Estamos fazendo apenas 60 anos. Nosso apogeu está, como já nos indicou Eduardo Galeano, no horizonte onde se mantém viva a esperança que nossas coloridas e maviosas vozes perseguem, sem insistência, mas com consistência e tenacidade. Sem atalhos e sem patrocínios, seguimos com os que nos seguem. Com os que se afinam com o bom gosto, com nossa energia em produzir alegria com pretensões simples, como atingir corações.

Creiam: isso não resulta de mágicas nem de estratégias bem elaboradas. Nesses 60 anos o roteiro permanece: reunir Paroaneiros, escolher repertório, providenciar arranjos, organizar encontros e ensaiar, ensaiar, ensaiar… cantar, cantar, cantar… Imaginar que o Paroano Sai Milhó fez e faz isso ao longo da sua existência pode gerar perplexidade. Mas, voltando ao “como tudo começou”, pode-se imaginar Antônio Carlos Queiroz Mascarenhas, o Janjão, em 1964 a nutrir esforços pessoais para articular e organizar os resultados coletivos das tranças de vozes!

Imaginar que cerca de 100 Paroaneiros, até então (neste Carnaval são 18), já embarcaram na roda musical que todos os anos avisa “Eu te prometo Paroano Sai Milhó / Vou a lua, viro a Terra / Paroano Sai Milhó”! Imaginar que tudo tem sido feito com os mecanismos humanos de reunir, dar opiniões, trocar ideias, exacerbar egos e idiossincrasias, concluir a última apresentação entoando a Marcha da Quarta Feira de Cinzas e cumprir os agradecimentos com abraços e beijos do “até logo mais”!

Imaginar que a Cidade de Salvador, com suas imensas e contínuas dificuldades em querer ser metrópole, se organiza, se enfeita e se ilumina para permitir que Afoxés, Trios Elétricos, Blocos, “pipocas” e a nossa roda de palhaços cumpram a benfazeja sina de colorir e alegrá-la!

Imaginar que, por trás desse cenário de “loucura coletiva”, encontram-se músicos, compositores, abnegados e amantes dirigentes, coordenadores de blocos e organizadores dos espaços onde rolam concepções, preparativos e trabalho para que aconteçam, vale enfatizar, as expressões coletivas frutos das ideias e inspirações pessoais!

Imaginá-los implica em homenageá-los com reverências. Algumas belas figuras: João Jorge, capitaneando o Olodum, Vovô na frente do Ylê Ayê, Carlinhos Brow sacolejando a Timbalada, Margareth agitando com Os Mascarados, Rubinho e sua turma inventando Os Internacionais, o apaixonado carnavalesco e poeta Walter Queiroz, a Banda Eva puxada por Ivete Sangalo. Imaginar os que dão suporte aos foliões, nativos e visitantes: vendedores ambulantes, bares e restaurantes, que não são poucos, e se espalham pela cidade toda.

Imaginar tudo é saber que integrar as histórias do Carnaval da Bahia nos últimos 60 anos é motivação para imensa satisfação, pessoal e coletiva. Imaginar que isso não nos conduz a pensar em nosso longínquo apogeu, mas a seguir adiante sem se importar quando chegaremos no horizonte onde está a esperança. Assim, é possível afirmar: o canto do Paroano Sai Milhó permanecerá. Chi lo sa, per omnia saecula saeculorum… VIVA A VIDA!

Archibaldo Daltro Barreto Filho é integrante do grupo musical Paroano Sai Milhó.

TJ-BA mantém sentença condenatória contra Lukas Paiva || Foto CMI
Tempo de leitura: < 1 minuto

A 2ª Turma da Primeira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) rejeitou apelação da defesa do ex-presidente da Câmara de Vereadores de Ilhéus Lukas Paiva e manteve a condenação do réu por tentativa de embaraçar a investigação de crime de organização criminosa. A conduta ilegal é prevista no artigo segundo, parágrafo primeiro, da Lei das Organizações Criminosas (Lei nº 12.850/2013).

A decisão mantém a sentença da 1ª Vara Criminal de Ilhéus, de março de 2023, proferida pela juíza Emanuele Vita Leite Armede, responsável pelo julgamento das ações penais da Operação Xavier, que investigou supostos crimes de Lukas e aliados durante a gestão do ex-vereador na presidência da Câmara, no biênio 2017-2018.

De acordo com o Ministério Público da Bahia (MP-BA), autor da acusação, Lukas teria recebido a ajuda de um amigo, o advogado Taciano Aragão Leite, para, supostamente, desencorajar delação de outro réu, ameaçar testemunha, falsificar documento e oferecer vantagens ilegais a investigados, visando atrapalhar o andamento regular das investigações.

INELEGÍVEL 

Na 2ª Turma da Primeira Câmara Criminal do TJ-BA, a relatoria do recurso coube ao desembargador Pedro Augusto Costa Guerra, que foi acompanhado pelos pares de forma unânime. “Acordam os Desembargadores integrantes da colenda 2ª Turma da Primeira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, à unanimidade, em conhecer do apelo, rejeitar as preliminares, e negar-lhe provimento, nos termos do voto condutor”, diz trecho do acórdão do dia 31 de janeiro passado, ao qual o PIMENTA teve acesso na íntegra.

Lukas Paiva já havia sido condenado em outras duas ações penais, em primeira instância, e ficou preso por 270 dias em 2020. Agora, com a decisão colegiada de segundo grau, a Justiça torna o ex-presidente da Câmara de Vereadores inelegível por oito anos.

Segundo testemunhas, motorista jogou carro em cima da vítima de propósito
Tempo de leitura: < 1 minuto

Uma atleta do grupo de corrida Rachão Raiz foi atropelada por um carro, na manhã desta sexta-feira (9), na Avenida Aziz Maron (Beira Rio), em Itabuna. Testemunhas afirmam que o atropelamento foi proposital.

Segundo relato de um colega da vítima, após atingir a mulher, o motorista teria gritado que “lugar de correr é na calçada”. O motorista, que ainda não foi identificado, fugiu sem prestar socorro. Ele dirigia um Chevrolet Classic de cor prata e vidros escuros, informou outra testemunha.

“Foi tentativa de homicídio. O cara estava no meio da rua e jogou o carro em cima da atleta”, disse uma das testemunhas em vídeo que circula nas redes sociais. “Os condutores da nossa cidade precisam ter respeito e educação. Vocês são irresponsáveis”, desabafou outro membro do grupo de corrida.

Ainda de acordo com testemunhas, a primeira viatura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-192) que chegou ao local não tinha recursos para prestar socorro à vitima, que esperou mais de 40 minutos pela chegada da segunda ambulância. A mulher, ainda não identificada, foi levada para o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães. Não há informações sobre o estado de saúde dela.

Unidade do SAC, onde funciona o SineBahia de Ilhéus, que traz dezenas de vagas
Tempo de leitura: 3 minutos

O ritmo é de carnaval em boa parte da Bahia, mas quem está à procura de emprego tem quase duas centenas de oportunidades em municípios do sul e do sudoeste do Estado. De acordo com o SineBahia, Jequié oferta 85 vagas nesta sexta-feira (9). Una traz outras 52 e Ilhéus 26. Itabuna tem 19 vagas.

Os interessados devem procurar as unidades do SineBahia de Ilhéus, Itabuna e Jequié, até as 15h30min de hoje. Para o cadastramento, necessário apresentar carteiras de Trabalho e de Identidade, CPF e comprovantes de residência e de escolaridade.

A unidade de Jequié atende na Avenida Rio Branco, no Centro. Em Itabuna, fica no segundo piso do Shopping Jequitibá, na Avenida Aziz Maron (Beira-Rio), no Góes Calmon. A unidade de Ilhéus está situada na Rua Eustáquio Bastos, ao lado do Mercado do Artesanato e próximo à Praça Cairu, no Centro. Clique em Leia Mais e veja todas as vagas.

Leia Mais

Sapinho pulga encontrado em Camacan e Arataca, no sul da Bahia, é o menor anfíbio do mundo || Foto Renata Gaiga
Tempo de leitura: 2 minutos

Lívia Cabral

Todos sabem que a baleia azul é o maior animal do mundo, mas quando se trata dos menores, fica mais difícil perceber. Então é preciso recorrer aos especialistas. Embora existam formas microscópicas de vida, quando falamos de animais vertebrados terrestres, até recentemente, o menor do mundo era um sapinho da Papua-Nova Guiné, com adultos medindo apenas 7,7 mm.

Porém, em 2019, a bióloga Wendy Bolaños, então mestranda do Programa de Pós-graduação em Zoologia da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), estudou o sapinho pulga, Brachycephalus pulex, um diminuto anfíbio encontrado apenas em topos de morro na Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Serra Bonita, em Camacan, e no Parque Nacional Serra das Lontras, em Arataca, ambos no sul da Bahia. Ela mediu e determinou o sexo de 46 exemplares e constatou que o menor macho adulto media apenas 6,45 mm.

Isso o torna o menor anfíbio do mundo!

No entanto, a sobrevivência dessa espécie não está garantida, como explica o professor Mirco Solé, da Uesc. “É positivo que esse diminuto sapinho ocorra em duas áreas de conservação, mas sua vulnerabilidade às mudanças climáticas é preocupante. Espécies de baixada podem escapar do aumento de temperatura deslocando-se para áreas de montanha, mas as que habitam os topos de morro não têm para onde ir”.

O professor Iuri Ribeiro Dias, que também participou da pesquisa, alerta que mais de 40% dos anfíbios do mundo já estão ameaçados. “Infelizmente, na última reavaliação do status de ameaça feita pela União Internacional para a Conservação da Natureza, o sapinho pulga foi classificado como em perigo de extinção. Está em nossas mãos garantir que ele não desapareça e que as futuras gerações de brasileiros ainda possam se orgulhar de ter o menor anfíbio do mundo vivendo na Bahia”, alerta.

As pesquisas tiveram apoio financeiro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e do Mohamed bin Zayed Species Conservation Fund. O artigo científico que revela o sapinho pulga como o menor anfíbio do mundo foi publicado na revista Zoologica Scripta, uma das mais conceituadas na área de zoologia e editada em nome da Academia Norueguesa de Ciências e Letras e da Real Academia Sueca de Ciências. Leia aqui o artigo na íntegra em https://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/zsc.12654]