Alunos e professores do Colégio Modelo celebram desempenho no Enem 2023
Tempo de leitura: 5 minutos

Quando foi criado, em 1998, o Exame Nacional do Ensino Médio teve 116 mil participantes. Nessa época, não era instrumento de seleção de estudantes para o ensino superior. Essa função foi incorporada em 2004, com o Programa Universidade Para Todos (Prouni), que usa as notas do Enem para distribuir bolsas de estudo em faculdades particulares.

A partir de 2009, o Exame ganhou o formato de vestibular nacional e, em 2016, bateu o recorde de inscritos, 6.136.000. O número de participantes caiu bruscamente nos anos seguintes, descendo a 2.269.000 em 2021, como registrado no gráfico a seguir, do Instituto Nacional de Ensino e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Evolução do número de inscritos no Enem (em milhares) || Fonte Inep

Apesar do encolhimento, o Enem ainda é a principal chave de acesso ao ensino superior no Brasil. Não à toa, escolas usam os resultados de seus alunos como vitrine da educação que oferecem. Nessa época do ano, são comuns os outdoors com fotos de estudantes acompanhadas das siglas das universidades para as quais foram selecionados. A sopa de letrinhas é um certificado de qualidade escolar.

Sem outdoors, mas com 30 egressos aprovados em universidades públicas, o Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, em Itabuna, repaginou o perfil no Instagram para mostrar o sucesso dos alunos no Enem. A boa nova ganhou a cidade e tem levado pais de estudantes a procurar o Colégio em busca de vagas para os filhos, conta a diretora da escola estadual, Nai Aboboreira, em entrevista ao PIMENTA.

SONHO

Luísa e o professor Thiago Carvalho, orientador do Clube de Robótica

A maioria dos aprovados do Modelo de Itabuna vai estudar na Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc). É o caso de Luísa Teixeira dos Santos Cardoso, de 18 anos, caloura de Medicina Veterinária. Ao PIMENTA, ela disse que sempre sonhou em estudar Veterinária por causa de Flor, a gata com quem viveu por 12 anos.

A despedida da gatinha foi traumática, recordou Luísa, atribuindo a morte de Flor a um erro médico. “A gente não conhecia a médica que fez a cirurgia. Ela fez um procedimento horrível na minha gata. Corremos para uma clínica de Itabuna, mas, infelizmente, foi tarde”. A perda ocorrida em 2019 quase fez a jovem desistir da Veterinária. Mas, ela ressignificou o trauma e investiu no sonho de infância.

Moradora de Itajuípe, Luísa acordava às 4h30min para ir à escola na cidade vizinha. Às quartas-feiras, ficava no Colégio também à tarde, para as atividades do Clube de Robótica Modelo, sob a orientação do professor de Física Thiago Carvalho. A estudante avalia que a experiência multidisciplinar do Clube foi decisiva para seu percurso no Ensino Médio, com a abordagem da metodologia Steam, sigla em inglês para Ciência, Tecnologia, Engenharia, Arte e Matemática.

“A gente estudava tudo, desde como fazer um motor funcionar até como as cores daquele robô influenciavam na percepção das pessoas. Consegui aperfeiçoar não só o que eu via em sala de aula, mas também adquiri conhecimentos de fora, que foram muito bem aplicados no Enem”, resumiu.

FOCO

Bruno e sua medalha na 25ª Olimpíada Brasileira de Astronomia

Bruno Costa, de 18 anos, mora no Condomínio Gabriela, em Itabuna. A exemplo de Luísa, também fez todo o Ensino Médio no Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães e frequentou o Clube de Robótica. Programador iniciante, foi aprovado para Ciência da Computação na Uesc. Para ele, tanto a robótica quanto as aulas formais fizeram diferença na preparação para o Enem. “E os nossos professores maravilhosos, que ajudaram pra caramba”, emendou.

Questionado sobre o que diria aos novos alunos do Modelo, recomendou foco e disciplina. “Se você reconhecer a capacidade que tem, entre no clube de robótica, não fique de brincadeira, se esforce, porque o futuro para essas pessoas é grande. No clube de robótica, se você se esforçar, alcança”, assegurou o estudante, medalhista na 25ª edição da Olimpíada Brasileira de Astronomia, de 2022.

DEDICAÇÃO

Rafae (de laranja), com os pais, a irmã e a diretora Nai (no centro)

Quem também conhece e exalta a importância do foco na jornada do Enem é o estudante Rafael Ramos, de 18 anos, novo aluno de Medicina da Uesc. “Sou aluno de escola pública e meus pais são trabalhadores que me incentivaram desde cedo a estudar. Minha trajetória foi marcada por muito esforço. Não pensava em Medicina como minha profissão dos sonhos, mas, com alguns empecilhos que apareceram em minha vida e com bastante incentivo do meu pai, decidi tentar passar nesse curso”, explicou o futuro médico ao PIMENTA, por mensagem de texto.

Egresso do Colégio Modelo de Itabuna, Rafael frequentou a escola de manhã e manteve rotina obstinada de estudos no tempo livre. Após o breve descanso do almoço, voltava a estudar às 13h30min e levava até as 17h. Para relaxar, uma atividade física antes da janta e do terceiro turno de lições, que seguia até as 22h. Era assim de segunda a sexta. Só diminuía o ritmo nos finais de semana. “Mas não deixava de estudar nem mesmo nesses dias”.

ORGULHO

Educadores do Modelo: Thiago Carvalho, Márcia Alessandra Guimarães, Alex Nascimento, Nai Aboboreira, Maria Goretti Silva, José Carlos Gabriel, Fábio Souza e Herbert Damasceno

À frente do Colégio Modelo de Itabuna, a diretora Nai Aboboreira fez questão de ressaltar o resultado da escola como fruto de trabalho em equipe, sem esconder o orgulho do seu time. “Sinto gratidão por estar em uma posição em que a gente pode fazer a diferença na vida desses meninos, com todo o apoio que a gente tem da equipe do Modelo. Não é só a gestão, a coordenação, os professores. São, também, os funcionários, os pais”.

Luísa, Bruno, Rafael e tantos outros colegas encerraram sua jornada no Modelo, mas não estarão sozinhos daqui para frente. Junto com os pais e responsáveis, a equipe do Colégio criou uma rede de apoio para ajudar os estudantes na graduação. “Vamos apoiar e ver o que eles precisam para superar as dificuldades que vão enfrentar por lá também, porque não é só passar. É permanecer no curso e se tornar um bom profissional. É isso que a gente quer”.

10 respostas

  1. Que orgulho da minha ex escola foi melhor colégio que estudei na minha vida entres todos os melhores vc mim ajudaram tanto, mim acolheram e tem professores ótimo que nos momentos que mais precisei uns mim ajudaram mais cada um com o ótimo profissional que fazem seu trabalho com amor e não por só dinheiro que não chega aos pés do quanto vc merecia receber mais do que um salário mais vcs não liga por ama sua profissão e os alunos mesmo que tenha alguns complicados

  2. Viva a Educação Pública!!! ❤️ Parabéns aos estudantes aprovados e a toda equipe maravilhosa do Colégio Modelo. Meu maior desejo é que cada jovem tenha acesso a um Ensino Médio numa escola pública tão cheia de recursos, plural e com professores tão bem qualificados como o Colégio Modelo de Itabuna!

  3. Coisa linda de se ver!!! 😍 Parabéns aos aprovados e para essa equipe maravilhosa de professores. Viva a Educação Pública! Viva o Colégio Modelo de Itabuna! 👏🏽👏🏽👏🏽

  4. Da orgulho de ver uma instituição pública com
    Profissionais de excelência contribuindo para construir uma sociedade justa e igualitária . Parabéns em Especial a diretora que desempenha com zelo e dedicação está difícil tarefa . Deus continue abençoando !

  5. Que linda matéria. Parabéns a equipe do colégio modelo , sem dúvida o melhor colégio público de ensino médio da cidade de Itabuna. Encantada com o trabalho da diretora Nai, que trata a todos e principalmente seus alunos com afeto , honra e respeito. Gratidão por sua vida , que jesus continue te abençoando .

  6. Meu filho foi aluno. Cursou Engenharia Civil na Uesc, passou em primeiro lugar na Bahia em um concurso público federal, e já passou em outro tbm para ir pra Brasília. Parabéns a todos!!!!!!

  7. Isso conta muito, para o colégio para a qualidade dos professores que lencionam por amor à profissão maravilhosa que escolheram. O resto vem da dedicação e dissiplina comportamentel dos alunos. Minhas sinceras congratulações ao Colégio Modelo, E minha admiração ao empenho dos valorosos alununos.

  8. Parabéns a escola Pública! Eu acredito nesse modelo. O que impede que outros copiem esse modelo é a falta de compromisso das diversas partes envolvidos no processo,. Colégio Modelo inspira sonhos, muda realidades.👏👏👏👏

  9. Que maravilha! 👏👏👏👏
    É assim que se faz Colégio Modelo, ajudando a construir sonhos e mudando realidades. Propósito se cumprindo nessa sociedade desigual. Quem sabe o quer faz a diferença. Parabéns!!!!

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *