EMPRESÁRIO E INSTRUTOR MORREM EM QUEDA DE AERONAVE

Tempo de leitura: < 1 minuto

Empresário e instrutor de voo morrem em queda de monomotor (Foto Jornal Alerta).
Empresário e instrutor de voo morrem em queda de monomotor (Foto Jornal Alerta).

O empresário Gustavo Macedo Albernase, da GF Florestais, morreu hoje à tarde durante tentativa de pouso de um monomotor no aeroporto de Teixeira de Freitas, no extremo-sul do estado. A aeronave EMB 712, prefixo PU-IAM, fabricada pela Embraer, estava sendo utilizada para treinamento do empresário desde o início da manhã deste domingo, segundo informações do portal Teixeira News.
O monomotor caiu por volta das 16h30min, nas imediações da rodovia Alcobaça-Teixeira de Freitas (BA-290). Segundo testemunhas, o avião caiu de bico numa área numa área de pasto a 600 metros da cabeceira do aeroporto de Teixeira de Freitas, que tem 1.460 metros de extensão e 30 metros de largura.
A pista do aeroporto é bem sinalizada e a suspeita é de que tenha havido perda de controle da aeronave. Quem também morreu na queda do monomotor foi o instrutor de voo de prenome Felipe, natural de Vitória (ES). O empresário planejava comprar uma aeronave.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Jackson e Humberto disputam comando de Itapé.
Jackson e Humberto disputam comando de Itapé.

Os eleitores de Itapé decidirão no próximo domingo, 29, quem será o novo prefeito do município sul-baiano. Humberto Mattos (PV) e Jackson Rezende (PP) disputam os votos.
A eleição de outubro foi vencida pelo ex-prefeito e candidato à reeleição Pedro Jackson Brandão, o Pedrão (PMDB). O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cancelou o registro de candidatura de Pedrão.
Como ele obteve mais de 50% dos votos,  a justiça determinou nova eleição a prefeito. O registro de Pedrão foi cassado porque o candidato figurava na lista suja do Tribunal de Contas da União (TCU).
Enquanto o dia D não chega, a disputa não se restringe ao corpo-a-corpo. As casas são marcadas por bandeiras verdes ou amarelas, como se territórios dos candidatos fossem. O verde simboliza a candidatura do delegado Humberto Matos e o amarelo, a do empresário Jackson Rezende.
Rezende tem o apoio da prefeita-tampão, Luzinete Miranda, a Luza, e do ex-prefeito Pedrão. O empresário Geraldo da Granja (PSB), amigo de Pedrão, decidiu não embarcar na candidatura oficial. Primeiro, lançou-se na disputa. Depois, decidiu dar apoio ao delegado Humberto Matos.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O presidente do Colo Colo, Joseph Marie Santana, esperou o final da partida contra o Itabuna para responder a um dirigente do Azulino.
– Ele nos chamou de time de puta. A gente deu a resposta a eles.
Doris Lemos é o dirigente do Itabuna a quem Joseph Marie dedicou a vitória colo-colense. A partida foi vencida pelo Tigre ilheense por 1×0. O gol saiu no finalzinho da partida (leia abaixo).

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Colo Colo falou mais alto em casa e derrotou o Itabuna, por 1×0, no estádio Mário Pessoa. A partida disputada em Ilhéus terminou há pouco. O gol foi marcado pelo lateral direito Alex Santos, aos 40 minutos do segundo tempo.
O time devolveu o placar no estádio Luiz Viana Filho, quando o Itabuna ganhou por 1×0. Com a vitória, o Tigre ilheense permanece na sétima posição, com 16 pontos. A derrota deixou o Azulino com 21 pontos e mais distante do sonho de ir, pelo menos, às semifinais do Estadual 2009.
Outros três jogos foram encerrados há pouco. O Vitória da Conquista meteu 3×0 no Poções. Camaçari e Atlético empataram em 1×1 e o Madre de Deus venceu o Ipitanga por 1×0. Outros dois jogos estão no intervalo. O Fluminense vai superando o Feirense (1xo) e no clássico BA-VI, o placar aponta empate em 0x0.
Leia mais na seção ESPORTE.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O atendimento às vítimas da dengue em Itabuna melhorou com a entrada em operação das unidades de referência em dengue no Hospital São Lucas e Fundação Nacional de Saúde (Sesp) e o reaparelhamento do Hospital de Base. Os investimentos emergenciais do governo estadual aliviaram os hospitais na atenção aos pacientes com dengue.
Apesar dos avanços, médicos e pacientes reclamam da lentidão na obtenção de resultado de exames mais simples para diagnosticar, laboratorialmente, a dengue. O que deveria ser feito em duas ou até quatro horas, leva quase um dia.
Os exames laboratoriais vêm sendo feitos no Hospital de Base. O serviço foi privatizado. E a empresa vencedora, pertencente ao bioquímico Adalmir Farias, não fala em ampliar equipe para garantir maior agilidade ao serviço. É um dos pontos fragéis do trabalho de assistência às vítimas da dengue. O exame aponta aos médicos quais as medidas mais adequadas para cada paciente.
Outro ponto muito questionado é a agilidade da prefeitura em responder denúncias de possíveis focos da doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Ainda hoje, quem liga para o Disque-Dengue leva muito tempo para ser atendido (quando consegue!).
O trabalho preventivo, apesar da prefeitura anunciar a contratação de 100 novos agentes de combate a endemias, continuaria lento. Um ferro-velho, em frente ao Tiro de Guerra, se revela como grande foco da doença, mas parece nunca ter sido visitado por agentes de endemias.
Por enquanto, a cidade soma até hoje algo próximo de 4 mil casos suspeitos da doença, além de 11 mortes suspeitas, cinco das quais confirmadas como causadas pela dengue. E nada aponta para um cenário de “controle da epidemia” de dengue. O que tem preocupado, também, é a alternância de sol e chuva dos últimos dias. É um cenário propício para a reprodução do mosquito transmissor da doença.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O deputado e o diretor da 7ª Dires conversam com o tenente Álvaro do Nascimento
O deputado e o diretor da 7ª Dires conversam com o tenente Álvaro do Nascimento

Como já divulgado, as equipes das Forças Armadas que estão em Itabuna para ajudar no combate à dengue identificaram que a limpeza pública deficiente e a ausência de agentes no trabalho de campo são fatores que colaboram muito com o Aedes aegypti.
Hoje pela manhã, o tenente da aeronáutica Álvaro do Nascimento comentou a situação com o deputado federal Geraldo Simões (PT) e o diretor da 7ª Dires, João Marcos de Lima, que estiveram no Hospital de Base para conversar com as equipes envolvidas no atendimento aos pacientes.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Clássico do Cacau começa em instantes, no estádio Mário Pessoa, com o Itabuna querendo entrar no G-4 e o Colo Colo precisando da Vitória para não voltar à condição de lanterna do Baianão.
Os times já se enfrentaram pelo Estadual 2009, no estádio Luiz Viana Filho, quando o Itabuna levou a melhor e venceu por 1 a 0.
O Tigre Ilheense terá o retorno do atacante Ednei, que anda meio apagado neste certame. O Itabuna jogará com a equipe que venceu o Vitória da Conquista há uma semana. Wencley será mantido na lateral direita, improvisado.

Tempo de leitura: < 1 minuto

bagunca
Enquanto comerciantes regularmente estabelecidos são obrigados a recolher impostos e taxas ao poder público, em Ilhéus parece estar liberada a concorrência desleal.
No bairro do Pontal, um comerciante de móveis de vime expõe sua mercadoria espalhada pelo passeio da avenida Lomanto Júnior, à margem da baía.  Além de invadir o espaço do pedestre, o cidadão mão paga nada ao poder público e nem é incomodado pela fiscalização.
Aliás, é brincadeira o que fazem em Ilhéus. Outro exemplo de omissão da Prefeitura está bem acima da mercadoria do digníssimo comerciante: faixas e mais mais faixas, que enfeiam a bela paisagem da Baía do Pontal.
A foto é de Afonso Zeni.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Você já pode se ‘vingar’ de quem mandar você a Puta Que Pariu.
O lugar “existe”. Trata-se de um dos sete bairros do município de Bela Vista de Minas. O professor Gustavo Atallah Haun andou fazendo umas pesquisas, descobriu a pérola e nos mandou um e-mail provocativo.
– Já imaginaram o padre da paróquia dizer que vai celebrar uma missa na Puta Que Pariu?
O bairro fica afastado do centro da cidade de 9.968 habitantes. Caso queira ir, locomoção não é desculpa, pois a localidade conta com serviço de transporte (óia o buzão aê!). Antes de chegar a Puta Que Pariu, você pode conhecer Bela Vista de Cima, Lages, Serrinha, Córrego Fundo, Favela e, veja só!, Boca das Cobras.
Pode se achegar, pois os moradores são hospitaleiros.

O bairro fica afastado do centro. Então, vá de ônibus.
O bairro fica afastado do centro. Vá de ônibus.

Calma. É tudo brincadeirinha.

Tempo de leitura: < 1 minuto

A figura aí acima teve quatro casamentos e três filhos. Ao contrário do que o nobre leitor possa pensar, ‘ele’ não é ‘ele’. Na verdade, trata-se de Vivian Wheeler, uma norte-americana que cultiva barba (argh!) desde 1993. Hoje, os fios maiores alcançam 28 centímetros. Cá pra nós, ela deve ter algo contra a Gillette, aquela que fabrica “O melhor para o homem”.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Comissão discute como serão as comemorações (foto Vinícius Borges)
Comissão discute como serão as comemorações (foto Vinícius Borges)

O prefeito Capitão Azevedo determinou que seja formada a comissão que vai coordenar os eventos comemorativos do centenário de Itabuna, em julho de 2010.  A programação começou a ser discutida esta semana, pelo Gabinete, Cerimonial e Secretarias de Administração, Comunicação Social e Indústria, Comércio e Turismo.
Um anteprojeto para as comemorações foi apresentado pelo historiador Adelindo Kfoury e será analisado a partir de agora. Os envolvidos sentam-se novamente para tratar do assunto no próximo dia 2 de abril.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Geomar (à esquerda) mudou para o time de Zé Inácio
Neilton (f) seria o vice de Geo. Ambos mudaram para o time de Zé Inácio (foto Vinícius Borges)

Não teve disputa na eleição de ontem pela presidência da Usemi (União dos Servidores Municipais de Itabuna). Após desferir  alguns ataques contra o ex-presidente e candidato José Inácio Damasceno, Geomar Costa entrou no time do adversário sem medo de ser feliz.
Zé Inácio venceu em chapa única, tendo como vice Neilton Soares. Ficou definida uma união de propostas entre o presidente eleito e o ex-adversário Geo. Segundo Zé, as prioridades são reformar o estatuto da Usemi e promover algumas reformas na sede.
A união, segundo o presidente, se deu “em nome do fortalecimento da entidade,  que se encontrava sucateada e sem nenhuma utilidade para os servidores”.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Ex-secretário de Finanças no terceiro mandato de Fernando Gomes na Prefeitura de Itabuna, o advogado Orlando Filgueiras anda de olho gordo pra cima de Juliana Burgos, que esbanja competência para exercer o cargo de procuradora-geral do município, mas é prejudicada pelo DNA (o pai, Carlos Burgos, é secretário muncipal da Fazenda).
Atento ao bafafá em torno da confirmação de Juliana no cargo, que depende da Câmara de Vereadores, Filgueiras fez chegar aos ouvidos do prefeito que com ele não haveria empecilhos à aprovação no legislativo.
Resta saber de onde o sabido tira toda essa certeza.