Tempo de leitura: 2 minutos
Acorrentado, psicólogo protesta por filho de 6 anos que teve braço fraturado (Foto Pimenta).

O psicólogo Térsio Estrela decidiu acorrentar-se na entrada do Hospital Manoel Novaes, em Itabuna, para que a instituição e o plano de saúde Planserv liberem a cirurgia ortopédica de Matheus Estrela, 6 anos. A criança está internada desde o dia 2 no hospital, após ter fraturado o braço esquerdo ao cair de um brinquedo na escola.

Térsio promete encerrar o protesto quando o filho for submetido à cirurgia. “Essa é condição única. Meu filho está sofrendo muito”, disse, emocionado. Após a queda, Matheus foi levado para uma clínica ortopédica e, logo após, encaminhado ao Manoel Novaes.

O médico Alberto Lucas Bichara determinou que a cirurgia fosse feita imediatamente, na terça 2. Apesar do pedido de urgência, a criança aguarda faz uma semana. “Propus que se fizesse a cirurgia pelo SUS, mas a direção do hospital disse que não poderia porque o procedimento foi iniciado pelo Planserv”, reclama.

A cirurgia foi autorizada pelo plano de saúde somente hoje à tarde, 8, horas após Térsio iniciar o protesto.  Ainda hoje pela manhã, a direção do hospital sugeriu ao pai da criança que fosse feito um cheque-caução ou depósito de R$ 5 mil para garantir a cirurgia imediatamente.

Térsio diz que Matheus é criança ativa e praticante de capoeira. ”É capoeirista, gosta de montar bicicleta, patinar”, diz, deixando claro o temor de que a demora na cirurgia resulte em calcificação da área fraturada.

OUTRO LADO

A assessoria de comunicação da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, mantenedora do hospital pediátrico Manoel Novaes, informou que a cirurgia foi marcada para as 7h desta terça, 9.

A assessoria não confirma a exigência de cheque-caução ou transferência para realizar o procedimento particular. A cirurgia não foi feita antes, conforme a assessoria, por problemas na documentação enviada ao Planserv.

13 respostas

  1. Agente era feliz e não sabia!
    Este governador da Bahia é um câncer,bem como esta assembleia
    da Bahia. O governador,Jaques Wagner,aprova o que bem entender
    nesta casa de “tolerância” aprovaram leis que prejudicara os
    usuários do planserv e foi acusado pelo o (STF) Supremo
    Tribunal Federal de ser inconstitucional. Eu acredito que este
    governador paga mensalão aos deputados,pelo fato que se aprova
    tudo e nem se quer ler. Eu conta com a reviata veja,a mesma é os olhos do povo Brasileiro. No Tribunal de Justiça da Bahia a
    esposa do Jaques Vagner,recebia um mensalão de 14,000 mil reais
    mensais,sobemos graça a Drª Eliana Calmon, na Assembleia,a sociedade só sabe por intermedio da revista veja,que são os nossos olhos,o própio nome o diz. Que saudade do IAPSEB.

  2. Ué ! Pq não processou o hospital e o Plano?

    Esses Planos de Sáude são bons na hora de vender, na hora de atender até parece que estão fazendo favor.

  3. Existe “algo de podre” nessa história do PLANSERV EM ITABUNA; você chega em Ilhéus e é bem atendido pelo Planerv, Feira de Santana, idem, Salvador nem se fala. Só em Itabuna existe essa má vontade? ITABUNA NÃO É ESTADO DA BAHIA?? O PROBLEMA É COM O PLANSERV OU COM A REDE HOSPITALAR DE ITABUNA? PARA A IMPRENSA DE VERDADE ITABUNENSE INVESTIGAR E ESCLARECER; PORQUE ITABUNA NÃO É SÓ FOFOCA POLITICA. PARABÉNS PIMENTA PELA UTILIDADE PÚBLICA NESSE CASO DO FILHO DO PSICÓLOGO. T E R S I O E S T R E L A “PAI HERÓI” !!!!!!!

  4. Não acredito que seja esse o Hospital AMIGO DA CRIANÇA!E as entidades de classe,iniciem uma manifestação exigindo cumprimento do ECA.Estamos exatamente na SEMANA DA CRIANÇA e o que vemos, nos deixa indignados e estarrecidos!Poderia ser o nosso filho!

  5. Esse plano de saúde só é levando nosso dinheiro! Quando buscamos os profissionais, ou não atemde pelo referido ou quando atende é para meses depois e faltam: pediatras, psicólogos, dermatólogistas e etc. Cheguei a conversar com o secretário de saúde em duas oportunidades sobre o descaso do Estado, Secretária de Saúde do Estado e o Orgão responsável direto pelo controle do Planserv e ele me informou que iria conversar com o responsável e que alguém já havia conversado com ele sobre a situação, Porém, até o momento o tratamento do Estado com o servidor público do extremo(em termos de plano) saúde é um descaso muito grande. Fui marcar um teste ergométrico recomendado pelo médico o mês retrasado desistir, porque só marcava para o mês de janeiro. Porém todo mês já vem descontado.

  6. COBREM DO HOSPITAL -ESSA INSTITUIÇÃO ESTÁ DEIXANDO A DESJAR!
    AO HOSPITAL MANOEL NOVAES É BOM LEMBRAR DA EXISTÊNCIA DA LEI 8.080!(LEI ORGANICA DO SUS)
    LEMBRAR DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL

    Seção II
    DA SAÚDE
    Art. 196. A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação.

    LEMBRAR QUE O HOSPITAL É PRESTADOR DO SUS!

    DA LEI No 12.653, DE 28 DE MAIO DE 2012

    Acresce o art. 135-A ao Decreto-Lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940 – Código Penal, para tipificar o crime de condicionar atendimento médico-hospitalar emergencial a qualquer garantia e dá outras providências.
    A Presidenta da República
    Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:
    Art. 1o O Decreto-Lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940 – Código Penal, passa a vigorar acrescido do seguinte art. 135-A: “Condicionamento de atendimento médico-hospitalar emergencial”
    Art. 135-A. Exigir cheque-caução, nota promissória ou qualquer garantia, bem como o preenchimento prévio de formulários administrativos, como condição para o atendimento médico-hospitalar emergencial:
    Pena – detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, e multa. Parágrafo único. A pena é aumentada até o dobro se da negativa de atendimento resulta lesão corporal de natureza grave, e até o triplo se resulta a morte.”
    Art. 2o O estabelecimento de saúde que realize atendimento médico-hospitalar emergencial fica obrigado a afixar, em local visível, cartaz ou equivalente, com a seguinte informação: “Constitui crime a exigência de cheque-caução, de nota promissória ou de qualquer garantia, bem como do preenchimento prévio de formulários administrativos, como condição para o atendimento médico-hospitalar emergencial, nos termos do art. 135-A do Decreto-Lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940 – Código Penal.”
    Art. 3o O Poder Executivo regulamentará o disposto nesta Lei.
    Art. 4o Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
    Brasília, 28 de maio de 2012; 191o da Independência e 124o
    da República.
    DILMA ROUSSEFF
    José Eduardo Cardozo
    Alexandre Rocha Santos Padilha
    Eva Maria Cella Dal Chiavon”

  7. Não precisa nem conhecer detalhes do caso para julgar. É perfeitamente compreensível o desespero do pai para que um acidente bobo não acabe trazendo sequelas para seu filho.

    Quem tem seus pequenos sabe o que é capaz de fazer pelo bem deles!

    Desejo sucesso na cirurgia com 100% de melhora pro garoto!

  8. Que vergonha, um pai ter que se acorrentar para chamar a atenção por uma simples cirurgia do seu filho, mesmo tendo plano de saùde. Em que país estamos vivendo, enquanto isso os políticos estão deitando e rolando com o dinheiro do povo.

  9. É nessas horas que sentimos a solidariedade. Cada vez mais constatamos que a indiferença pela dor do próximo é constante por onde vamos. Deus ajude que essa criança não fique com sequelas. Vale a fé de todos pelo êxito do pequeno.

  10. Esse escándalo exige uma apuração rigorosa e uma punição exemplar nos culpados por tão gritante negligência no atendimento dessa criança e de muitos outros casos. Infelizmente o mercantilismo da nobre profissão da medicina muitas vezes extrapola e chega ás raias da semvergonhice mais deslavada. Depois se queixam (os médicos) quando chegam os colegas cubanos.

  11. Giba II e Davi Souza, por onde tens andado esse tempo todo meus caros? pra começar o PLANSERV não é um plano de saúde qualquer, para ser mais claro, não é um plano de saúde privado, tipo BRADESCO, SUL AMERICA etc e tal, é simplesmente um plano de saúde do governo do estado da BAHIA, entenderam agora meus caros? e tem mais, essa belezura toda no atendimento só se aconteceu com o distinto ou com algum conhecido seu, pois o PLANSERV se tornou o campeão de reclamações, principalmente em Salvador.

  12. No dia 30/10/2012, meu marido sofreu uma crise hipertensiva e teve o atendimento negado na emergência do Hospital da Bahia pois a biometria do Planserv não reconheceu as impressões digitais dele. Em contato com o plano a supervisora Danielle pediu que o Hospital enviasse em papel timbrado a informação que a biometria não funcionou, que dariam prioridade e que não podiam informar em quanto tempo seria analisado essa exceção. Chegamos no Hospital às 09h54 min e apesar de falar com a supervisão do Planserv, da emergência do Hospital da Bahia, com a ouvidoria do Estado, com a ouvidoria do Planserv de informar que estava grávida de 5 meses apresentando constantemente problemas de cólicas e eventuais sangramentos na minha gestação meu marido ainda assim, não foi atendido. A Srª Abelarda, Supervisora da Emergência do Hospital da Bahia me informou que eles tem uma cota de atendimento para pacientes que apresentam problemas com a biometria e que essa cota de 3 pacientes já estava preenchida. Em contato com a supervisão do Planserv, me informaram que o número do protocolo estava indisponível, e que o Planserv não é regulado pela Agência Nacional de Saúde, e por isso não adiantaria registrar nenhuma reclamação naquele órgão e que não tinha previsão de atendimento. Saímos do Hospital aproximadamente às 14 horas e fomos para o posto de saúde do SUS no Marback ? Boca do Rio que estava super lotado com previsão de início de atendimento às 17 horas. Diante da gravidade do quadro o segurança da unidade juntamente com o enfermeiro priorizou o atendimento apesar do descontentamento geral dos demais pacientes, quede fato constatou a crise hipertensiva na triagem. Às 16 horas a Ouvidora do Planserv me ligou e ainda assim não apresentou nenhuma solução digna para uma consumidora com o plano em dia grávida vendo o esposo desfalecer em sua frente. A mesma me orientou que fosse com ele no posto de atendimento do Planserv, no SAC para que cadastrasse a impressão digital. Uma pessoa que está com a pressão alta tem condições de cadastrar digital para depois ser atendida??? Sendo assim relato minha indignação com o Planserv, com o ?Hospital capitalista da Bahia? que por uma simples questão burocrática não prestou socorro ao meu esposo. Ressalto ainda que também tive problemas e saúde oriundo dessa NAGATIVA DE ATENDIMENTO sendo atendida na emergência obstétrica do Hospital Potuguês.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.