Tempo de leitura: 2 minutos
Omar Costa (c) é homenageado pelo presidente, agente de crédito e diretora do BP (Foto Pimenta).
Omar (c) é homenageado por presidente, agente e diretora do BP (Foto Pimenta).
Ex-presidente Juscelino Victor recebe homenagem a Pastor Hélio.
Ex-presidente Juscelino Victor representa Pastor Hélio em homenagem.

O Banco do Povo de Itabuna encerra 2013 superando a marca de R$ 3 milhões em concessões de empréstimos. A instituição de crédito solidário comemorou, ontem, 12 anos de atividades com mais de R$ 14 milhões em empréstimos e quase 9 mil contratos fechados no apoio microempreendedores de Itabuna e municípios sul-baianos.

Na comemoração dos 12 anos, no Hotel Tarik, o ex-diretor Omar Costa e os conselheiros Jasiel Simões e pastor Hélio Lourenço foram homenageados pelo presidente do conselho administrativo, Wellington Ferraz, e pela diretora-executiva, Ilana Queiroz.

O Banco do Povo foi a primeira instituição de microcrédito solidário do sul da Bahia. Inaugurado em dezembro de 2001, o banco, além do crédito, também fornece orientação aos microempreendedores. “É uma trajetória vitoriosa”, ressalta Ferraz.

Ferraz e Cíntia entregam placa a Jasiel Simões.
Ferraz e Cíntia prestam homenagem a Jasiel Simões.

A trajetória de 12 anos da instituição foi lembrada tanto pelos dirigentes como por ex-diretores. A homenagem ao pastor Hélio Lourenço foi entregue ao primeiro presidente do conselho do Banco do Povo, Juscelino Victor. O pastor não pôde comparecer devido a outros compromissos anteriormente agendados.

Juscelino observou os acertos bem no início do projeto. Para ele, um dos acertos do governo municipal foi ter criado o banco sem vinculá-lo à gestão. O Banco do Povo foi inaugurado pelo então prefeito, Geraldo Simões.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.