Tempo de leitura: < 1 minuto
Sem-terra em frente à sede do Incra nesta quarta (Foto Divulgação).
Sem-terra em frente à sede do Incra nesta quarta (Foto Divulgação).

Cerca de 1,5 mil trabalhadores rurais sem-terra ocuparam prédios do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em Itabuna, Salvador e Bom Jesus da Lapa, nesta quarta-feira (8).

Conforme informações do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), as ocupações seguem o cronograma estabelecido com diferentes protestos populares “contra o governo ilegítimo do presidente interino Michel Temer”.

Líder nacional do movimento de trabalhadores rurais, o deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) diz que a extinção do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) é um dos motivos do protesto.

– Se já era difícil debater a reforma agrária, agora [sem o ministério] ficou ainda pior. São esses tipos de atitudes que o governo golpista estabelece onde retrocedemos anos de lutas por direitos dos trabalhadores.

Para o dirigente nacional do MST, Evanildo Costa, o MDA é também “um marco de luta contra a violência no campo e espaço de afirmação das minorias”.

Uma resposta

  1. Este grupelho tá na hora do país dá um basta,o mesmo destroem,rouba,assassina e deixa o rastro de terror por onde passa,o que não se diferencia dos assaltantes de Bancos.

    A não ser por prostituição das leis do país,que este grupelho faz o que quer,o quanto os assaltantes de bancos,a lei e cartuchos são as respostas deste instituto.

    Estas carinhas “inocentes”estão prontas pra desafiar o império da lei e subjugar
    à sociedade.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.