Estabelecimentos com funcionamento irregular são fechados
Tempo de leitura: < 1 minuto

Uma ação conjunta da Prefeitura de Ilhéus e do Programa Estadual de Proteção ao Consumidor (Procon), com apoio da Polícia Militar, resultou em interdição de mais de 50 estabelecimentos comerciais no município, na quinta-feira (9). O fechamento ocorreu nos bairros Malhado, Teotônio Vilela, Nelson Costa e Hernani Sá e os comerciantes autuados.

A fiscalização também foi realizada na Central de Abastecimento. “A feira do Malhado não tem apenas serviços essenciais, como supermercados, açougues, peixarias e hortifrutigranjeiros, mas também bares, restaurantes e barbearias, que estavam funcionando e tivemos que interditar por descumprir o decreto municipal”, explicou o comandante da Guarda Civil Municipal (GCM), Leonardo Gomes Bandeira.

O comandante informou que praticamente todos os comerciantes não autorizados sabem que não podem abrir o estabelecimento. “Não há resistência e a maioria obedece a fiscalização. É importante que todos se conscientizem que nosso trabalho é para proteger a população, pois essa é uma questão de saúde pública. Fiquem em casa, estamos nas ruas por sua saúde”, disse.

AUMENTO DE DENÚNCIAS

De acordo com o chefe da Fiscalização de Posturas da Prefeitura de Ilhéus, João Paulo Valverde, o número de denúncias é grande, o que demonstra que muitas pessoas não estão levando a sério o risco de saúde em razão do coronavírus. “Estamos com equipes dia e noite com forte fiscalização em várias localidades, pois o pessoal não está respeitando. Também orientamos os comerciantes autorizados sobre a determinação quanto ao uso dos equipamentos de proteção individual, como máscaras, álcool gel e luvas”, frisou.

As denúncias podem ser feitas pelos telefones (73) 99982-9490/ (73) 99909-2265 ou (73) 99981-1706, das 8h às 18h. O serviço também funciona das 18h às 23h, com números (73) 99913-1356 (73) 99857-8690.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.