Hospital Costa do Cacau tem 57 funcionários infectados pela Covid-19
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Hospital Costa do Cacau, em Ilhéus, terá ala exclusiva para tratamento dos pacientes com o novo coronavírus (Covid-19) com total de 58 leitos, dos quais 28 de enfermaria e 30 da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), segundo anúncio feito pelo secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas. O hospital será referência em covid-19 para região de, aproximadamente, 2 milhões de habitantes.

Segundo o diretor assistencial do Costa do Cacau, Almir Gonçalves, os novos leitos usados para pacientes com a covid-19 eram voltados para cirurgias eletivas.”Continuaremos a ofertar atendimentos essenciais, de urgência e
emergência, para portadores de outras patologias (doenças)”, explicou ele.

O diretor assistencial repete que o mais adequado no tratamento do novo coronavírus está sendo feito no Costa do Cacau, atendimento a pacientes em unidades separadas para evitar infecção de outros pacientes. Assim, o hospital passa a funcionar como se fossem dois hospitais, um para urgências e emergências de outras doenças e traumas e outro exclusivo para pacientes do novo coronavírus.

– Os infectados com o novo coronavírus ficarão em isolamento em um outro local específico para seu atendimento, e assim vamos evitar riscos de contaminação cruzada – esclareceu.

O médico reforça que na prática, o HRCC será dois hospitais, um exclusivo para tratamento do Covid-19. “Todo o fluxo de pacientes, toda equipe assistencial, todos que forem lidar com essa situação, nós teremos um outro espaço de circulação, outro ambiente de alimentação, outro local de vestuário, vão ser fluxos totalmente separados, com o intuito de prevenir a infecção cruzada”, diz ele, o que significa mudar a estrutura que funcionava até a semana passada. A mudança protege pacientes, visitantes e os colaboradores do hospital (médicos, enfermeiros e auxiliares).

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.