Juvino Filho representa a Bahia em concerto internacional || Foto Divulgação
Tempo de leitura: 2 minutos

O clarinetista baiano Juvino Alves Filho foi escolhido para representar o Brasil na Campanha International Clarinet AntiVírus. A ação em solidariedade às vítimas da Covid-19 reúne 26 clarinetistas de 19 países, nos seis continentes, formando a Orquestra Internacional de Clarinete.

A música escolhida para campanha que está sendo veiculada em todo o mundo é A Chegada da Rainha do Sabá , do compositor Georg Friedrich Händel.

Natural do distrito de Algodão, município de Ibirataia, Juvino Filho morou em Ipiaú, onde participou ativamente do movimento cultural local, tendo convivido e atuado com artistas como Jorginho Costa, Fauzi Maron, dentre muitos outros músicos, poetas e promotores da cultura nesta cidade e região.

O convite para a participação de Juvino Filho na Campanha International Clarinete AntiVírus, foi feito pelo clarinetista polonês Roman Widaszek, que assistiu a uma apresentação do instrumentista brasileiro no Festival de Clarinete de Loures, em Portugal. Juvino é professor, doutor em música da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e presidente do Clube do Choro da Bahia.

Atuou como clarinetista e solista em diversas óperas, concertos, recitais e shows no Brasil e no exterior. Participou de espetáculos e gravações com importantes artistas, a exemplo de Paulo Sérgio Santos, Mário Ulloa, Antônio Carrasqueira, Cacau do Pandeiro, Luiz Melodia, e Luiz Caldas.

Foi laureado com o Prêmio Braskem Arte e Cultura e Prêmio Rumos Música Itaú Cultural e é autor do livro A Clarineta Pelas Bandas da Bahia: O Legado de Manuel Tranquillino Bastos, além de fundador-coordenador da Banda de Câmara Passo Doble, da Escola de Choro Cacau do Pandeiro.

Juvino também é membro e coordenador do projeto CHOROSCOMFUSÃO que trabalha com formação e difusão de música. Do seu currículo também constam Pós-Doutorado em Estudo da Pedagogia Musical Brasileira pela Universidade do Estado da Bahia (Uneb), e pela Universidade Nova de Lisboa (UNL/Cesem) e Universidade de Aveiro; doutorado em música, com concentração em clarineta, pela Universidade Federal da Bahia (Ufba) e especialização em clarineta pela Escola Superior de Música e Artes Cênicas de Stuttgart-Alemanha.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.