Jackson Moreira assume direção da Biofábrica
Tempo de leitura: 2 minutos

O administrador de empresas Jackson Moreira vai dirigir o Instituto Biofábrica da Bahia. Ele foi escolhido pelo Conselho Deliberativo, por unanimidade, e vai substituir o engenheiro agrônomo Lanns Almeida. A Biofábrica é responsável pela fabricação e distribuição, em escala industrial, de mudas clonadas de cacau, mandioca, banana, cítricos entre outros.

Jackson Moreira, servidor aposentado da Ceplac, diz que assume o órgão com a expectativa de ajudar os demais atores a impulsionar a agricultura na Bahia, especialmente a familiar e a agricultura de subsistência, pensando na reconstrução da economia rural no pós-pandemia do coronavírus.

“Quero ajudar a fortalecer as relações políticas e institucionais da Biofábrica, a fim de melhorar a captação de recursos para fomentar uma expansão da produção, visando não apenas números, mas garantindo uma vida melhor para as famílias do campo e das cidades, pensando no pós-pandemia”.

Jackson afirma que o presidente do Conselho Deliberativo, Deraldo Alves Carlos foi extremamente simpático, assim como todo os membros, que aproveitaram para garantir apoio à nova direção, especialmente as secretarias da Agricultura, do Desenvolvimento Econômico e a de Desenvolvimento Rural, bem como a Ceplac, Embrapa, Uesc e UFSB, dentre outras instituições.

“Todos fizeram questão de se colocar à disposição, para viabilizar convênios e suporte junto aos demais órgãos, onde certamente vamos bater às portas, em busca do desenvolvimento da agricultura e do melhoramento genético das pequenas e grandes lavouras em nosso Estado” finaliza o diretor-presidente Jackson Moreira.

A aprovação do nome de Jackson Moreira repercutiu nos meios políticos. O ex-prefeito Geraldo Simões saudou o novo diretor-presidente. “A Biofábrica é um dos mais importantes instrumentos para a transformação social no campo, seja por meio da agricultura tradicional ou da agricultura familiar. Um nome à altura do instituto, que bem vai substituir o ex-diretor Lanns Almeida, que fez uma grande gestão à frente do órgão”.

A ESTRUTURA

A Biofábrica possui a maior estrutura de viveiros a céu aberto e maior estrutura de laboratório de micropropagação em escala comercial no país e na América Latina. A estrutura garante ao órgão a maior capacidade de produção e estoque de mudas em viveiros.

O jardim clonal é o mais completo que se tem como banco de propágulos de cacaueiros, o que a garante como a segunda mantenedora dos principais clones de cacaueiros selecionadas e indicados pela Ceplac. Informaçoes d´O Trombone.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.