Porto Seguro será um dos destinos mais procurados depois da pandemia, diz Ministério do Turismo
Tempo de leitura: 2 minutos

A Prefeitura de Porto Seguro, no extremo-sul da Bahia, liberou para banho as praias e prática esportiva individual. As barracas de praia, assim como os restaurantes que já possuem o selo do Programa Porto Mais Seguro, também poderão voltar a receber seus clientes, com 50% da sua capacidade e conforme autorização da Vigilância Sanitária.

O novo decreto autoriza também o funcionamento de bares, lanchonetes, pizzarias, sorveterias, com no máximo de 50% da sua capacidade e com o devido respeito às regras de higiene e distanciamento estabelecidas pela Vigilância Sanitária.

Os serviços de buffet também poderão ser retomados, sob a orientação da Vigilância Sanitária e autorização da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Planejamento, sendo que a solicitação não poderá ser inferior a 10 dias da abertura e com controle do número de pessoas que não poderá exceder a 50 clientes.

Porto Seguro tem 1.896 casos de novo coronavírus confirmados e 1.655 curados.  Há 198 pessoas com os sintomas da doença se recuperando da doença, 12 internados e  31 óbitos. Além disso, 43 pessoas aguardam o resultado do exame.

HOTÉIS SEGUEM FECHADOS

Permanecem proibidas a realização de música ao vivo, apresentação de DJs, performances artísticas de todas as modalidades nos restaurantes, hotéis ou outros ambientes, ficando autorizada apenas a realização de lives pela internet.

Prosseguem também sem autorização para funcionar os serviços de ambulantes, comércio de produtos em food-trucks, trailers e carrinhos, até o término do recadastramento e adequação às novas regras sanitárias e urbanísticas, conforme cronograma emitido pela Secretarias de Trânsito e Serviços Públicos e Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Planejamento.

A Prefeitura de Porto Seguro decidiu suspender também a restrição de locomoção de pessoas em todo o território do município. Entretanto, está mantido o fechamento da Vila de Caraíva e Nova Caraíva, ficando suspensa a visitação, passeios e atividades turísticas no local até o dia 31 de agosto de 2020, ficando autorizado apenas o funcionamento dos serviços essenciais. Casas noturnas, cinemas, espaços para eventos, escolas, e parques também permanecem sem autorização para funcionar.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.