Soldado Wesley Góes morre após confronto com equipes do Bope || Foto Alberto Maraux/SSP-BA
Tempo de leitura: < 1 minuto

O policial militar Wesley Soares Góes, da 72ª Companhia Independente da PM, em Itacaré, não resistiu aos ferimentos e faleceu, por volta das 22h45min deste domingo (28), no Hospital Geral do Estado, em Salvador. Foi o fim de um domingo de fúria em que Wesley, que estava noivo, dirigiu de Itacaré à capital baiana, onde morreu ao avançar contra colegas de farda, segundo a PM, e atirar (confira mais informações abaixo).

O confronto com a equipe de negociação do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), da PM, ocorreu depois de mais de 3 horas e meia de negociação. Wesley foi atingido em, pelo menos, três partes do corpo, incluindo perna e abdome. Atendido no HGE, o soldado até foi intubado, porém morreu quase quatro horas depois de dar entrada no hospital.

PROTESTO

Ainda na porta do HGE, um grupo de mais de 50 policiais militares e civis fazia protesto contra a atuação do Bope no caso. Pôde-se ouvir gritos de policiais convocando paralisação das forças de segurança. A paralisação da PM baiana não chegou a ser oficializada por nenhuma das associações de soldados e de oficiais.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.