Vereador Cláudio Magalhães diz que proposta da reforma administrativa rebaixa o status de setores importantes, a exemplo do turismo || Imagem da TV Câmara
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Câmara de Vereadores de Ilhéus adiou para esta quarta-feira (28) o início formal da discussão do projeto de reforma administrativa do governo Mário Alexandre. O debate estava na pauta da sessão ordinária desta terça (27), mas a vereadora Enilda Mendonça (PT), que faz parte da Comissão Permanente de Legislação, Justiça e Redação Final, pediu vista do parecer dos outros dois membros do órgão técnico, os vereadores Paulo Carqueija (PSD) e Ivo Evangelista (Republicanos).

DIVERGÊNCIA À VISTA

Enilda Mendonça não pretende assinar o parecer dos colegas. Apresentará outro amanhã. Os vereadores entraram em acordo para que a segunda análise seja apresentada até as 16h, o que permitirá o início do debate no plenário Gilberto Fialho ainda na sessão desta quarta.

O vereador Cláudio Magalhães (PCdoB) fez críticas ao que chamou de rebaixamento do status administrativo de secretarias na proposta do Executivo. Citou como exemplo a pasta do Turismo. “Uma secretaria, mesmo que especial, que só tenha duas pessoas disponíveis para essa secretaria, não representa a nossa realidade, principalmente na área do turismo”, disse o primeiro tupinambá do legislativo ilheense.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.