Mulher tem dia de princesa
Tempo de leitura: 2 minutos

Unhas feitas, cabelo e sobrancelha impecáveis e, o mais importante, liberdade para viver sem sofrer perseguição. Quem passou pela transformação no visual e vive uma nova fase na vida é Patrícia Barbosa. A jovem foi resgatada por policiais da Base Comunitária de Segurança (BCS) do Calabar, em Salvador, no ano passado, depois de sofrer violência do marido por 15 anos.

Além de lavar e hidratar o cabelo, a jovem fez as unhas, design de sobrancelhas e maquiagem com profissionais do salão Jane Esmalteria HB e recebeu presentes entregues projeto Sororidade Entre Mulheres, desenvolvido no bairro.

PATRÍCIA BARBOSA FOI RESGATADA ANO PASSADO

Em outubro do ano passado, a comandante da BCS Calabar, capitã Aline Muniz, estava de serviço quando foi acionada para uma invasão a domicílio. “Lá, percebemos que a mulher e seus três filhos sofriam violência doméstica e viviam em situação de cárcere privado. Fizemos o resgate da família e encaminhamos para a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher para formalização do crime”, lembrou a oficial.

A unidade de policiamento comunitário conseguiu um abrigo para a família, posteriormente transferida para um imóvel alugado com o apoio da Prefeitura de Salvador. A família recebe parte do aluguel e o benefício Bolsa Escola.

A policial contou que na época do resgate, a vítima sofreu abusos físicos e psicológicos por ela e seus três filhos, menores de 15, 9 e 7 anos, por cerca de 15 anos. Ela foi libertada sem os dentes devido a falta de cuidado. “Quando encerramos a situação de violência prometemos a ela um dia de princesa e ontem, com o apoio de nossos parceiros, conseguimos realizar esse desejo. Também conseguimos cuidar dos dentes dela e colocar implantes”, finalizou Muniz.

O agressor foi alcançado em fevereiro durante ação da Deam (Brotas) e da 7ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), após mandado ser expedido pela 4ª Vara de Violência Doméstica. A vítima tem medida protetiva de urgência e permanece acompanhada pela Operação Ronda Maria da Penha.

Itabuna prorroga toque de recolher|| Foto José Nazal
Tempo de leitura: 2 minutos

A Prefeitura de Itabuna publicou, no início da noite desta terça-feira (6), decreto prorrogando a restrição de locomoção noturna no município, das 23 às 5 h, até o próximo dia 13. Houve a flexibilização para cerimônias de casamento, mas estão vedadas as recepções.

Os estabelecimentos comerciais e de serviços, incluindo bares, restaurantes e congêneres, deverão encerrar as atividades com até 30 minutos de antecedência do horário estipulado para garantir o deslocamento às suas residências dos seus funcionários e colaboradores.

Cada segmento comercial deverá seguir os horários de funcionamento estabelecidos nas convenções coletivas de trabalho e demais ordenamentos, sendo respeitado o horário estipulado. Os serviços de entrega em domicílio (delivery) de alimentação fica liberado até meia-noite.

TRANSPORTE

A comercialização de bebida alcoólica fica proibida m quaisquer estabelecimentos, das 22h30min às 5 h, inclusive por sistema de entrega em domicílio (delivery). Está permitida a execução de som ao vivo nos bares, restaurantes e similares, com estrutura de som ambiente, mantendo o devido distanciamento bem como o cumprimento de todas as medidas de saúde e segurança estabelecidas no protocolo de prevenção.

Excepcionalmente, desde que respeitados os protocolos sanitários estabelecidos e observado o neste Decreto, estão permitidos os eventos, exclusivamente, científicos e profissionais, com público correspondente a 50% da capacidade do local, limitado a 100 pessoas. O funcionamento do cinema, desde que atendidos todos os critérios estabelecidos no protocolo de prevenção e segurança, fica autorizado.

FORMATURAS E CERIMÔNIAS DE CASAMENTO ESTÃO LIBERADAS

Fica autorizada ainda a realização de atos solenes de formatura, especificamente, cultos ecumênicos e outorga de grau acadêmico, desde que atendidos todos os critérios estipulados no protocolo de prevenção e segurança, em especial. A limitação da ocupação ao máximo de 30% da capacidade do local e duração máxima de quatro horas, podendo ser de segunda a sexta-feira.

Estão liberadas também as cerimônias de casamento, desde que atendidos todos os critérios estipulados no protocolo de prevenção e segurança anexo ao decreto. Contudo, fica proibida a realização de qualquer recepção festiva e/ou formal após a cerimônia do casamento, estando sujeito às penalidades cabíveis em caso de descumprimento.

Os responsáveis pelas cerimônias de casamento deverão encaminhar ofício à Secretaria Municipal de Indústria, Comércio, Emprego e Renda (SICER), informando sobre o ato solene, com antecedência mínima de cinco dias da realização do evento. As demais restrições contida no decreto anterior continuam em vigor.

Itacaré completa 45 dias sem óbitos pela Covid-19
Tempo de leitura: 2 minutos

Os secretários de Educação de 54 municípios baianos selecionados para participar do projeto “Permanência Escolar na Pandemia” têm até a próxima sexta-feira (9) para responder e encaminhar ao Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) questionário online sobre a situação dos estudantes e das redes de ensino durante esse período de pandemia.

O projeto é uma iniciativa do Instituto Rui Barbosa (IRB), por meio de seu Comitê da Educação (CTE-IRB), em parceria com o Instituto Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (Iede). No sul da Bahia, os municípios selecionados são Floresta Azul, Itacaré, Itapé e Jussari. Veja em leia mais os demais municípios participantes do projeto.

A proposta visa estabelecer cooperação e atuação conjunta com os Tribunais de Contas brasileiros para mapear a permanência dos estudantes nas redes municipais e estaduais durante o período de pandemia, por meio da criação do “Indicador de Permanência Escolar”.

O objetivo do estudo é apoiar os prefeitos na gestão e no planejamento de ações voltadas à manutenção e desenvolvimento do ensino nesse período de pandemia, fornecendo subsídios para a atuação administrativa, assim como fazer uma estimativa sobre o número de alunos com risco de evasão escolar.

Para o presidente do CTE-IRB, Cezar Miola, o levantamento das informações contribuirá para diagnosticar situações críticas, podendo servir de subsídio à atuação dos respectivos TCs, além de proporcionar um panorama da situação de permanência escolar no país.

Os municípios selecionados foram definidos pelo plano amostral elaborado pelo IEDE. No entanto, o questionário está aberto à participação de todos os municípios e gestores que desejarem integrar o estudo. É imprescindível, contudo, que os 54 municípios baianos selecionados para a amostra atendam ao chamado e respondam o questionário.

O preenchimento do questionário deverá ser feito pelo secretário de educação do município, preferencialmente, ou por pessoa da equipe por ele indicada, cujas respostas serão tidas como manifestação oficial da Secretaria da Educação. Leia Mais

Doença já matou 24.428 moradores do estado
Tempo de leitura: < 1 minuto

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 3.235 casos novos de infecção pelo novo coronavírus, enquanto 3.218 passaram ao grupo de recuperados da Covid-19. O boletim epidemiológico desta terça-feira (6) também registra 116 óbitos.

Dos 1.141.612 casos confirmados no estado desde o início da pandemia, 1.105.976 já são considerados recuperados, 11.208 encontram-se ativos e 24.428 tiveram óbito confirmado.

SOLICITAÇÕES DE LEITOS

Às 12h desta terça-feira, 14 solicitações de internação em UTI Adulto Covid-19 constavam no sistema da Central Estadual de Regulação, que tinha outros 14 pedidos para internação em leitos clínicos.

VACINAÇÃO

A Bahia aplicou a primeira dose de vacina contra a Covid-19 em 5.178.604 de pessoas, das quais 1.915.636 receberam também a segunda aplicação. Outros 121.145 moradores do estado foram imunizados com vacina de dose única.

Trabalhadores morreram quando instalavam manilhas em uma vala
Tempo de leitura: < 1 minuto

Dois trabalhadores ainda não identificados morreram após um deslizamento de terra, na tarde desta terça-feira (6), em Vitória da Conquista. As vítimas, que foram soterradas, trabalhavam em uma obra de drenagem próxima da Avenida Juracy Magalhães. Um terceiro operário está desaparecido.

A Polícia Militar foi informada da ocorrência por volta das 14h50min. De acordo com a PM, os trabalhadores estavam dentro de uma vala, instalando manilhas, quando parte da estrutura da obra caiu e os soterrou. A causa do deslizamento ainda não foi descoberta.

O Corpo de Bombeiros também foi acionado e enviou equipes de resgate ao local.

Tempo de leitura: < 1 minuto

A qualidade da assistência prestada pelo Hospital Regional Costa do Cacau, em Ilhéus, é bem avaliada pelos pacientes e familiares, conforme pesquisa. Matheus Ribeiro, filho da paciente Andréa Ribeiro dos Santos, elogiou a assistência técnica da enfermaria, que, de acordo com ele, proporcionou a recuperação e teve respeito total à mãe dele.

“Agradeço às técnicas de enfermagem Vanda, Maiara e Amanda, também às enfermeiras Gabriela e Maisa. Reconheço o trabalho importante da equipe médica, que prestou total assistência com responsabilidade”, destacou.

O filho da paciente também estendeu seus agradecimentos a profissionais de outros setores do HRCC. “Agradeço a Thalita da limpeza, super higiênica e responsável, ao pessoal da recepção Gabriel e Patrícia, a Carlos, a equipe da rouparia. Para todos, meus elogios pela responsabilidade e atenção”, reconheceu.

Adaildes Pereira Teles dos Santos, mãe do paciente Dhionei Jansson Teles dos Santos, fez um reconhecimento especial a profissionais do Serviço Social e do Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC). “Quero deixar aqui registrado o meu agradecimento à assistente social Fernanda, que com o coração voluntário foi muito profissional, educada, gentil. Também a atendente do SAC, Jucineia, uma pessoa maravilhosa”, declarou.

Outras equipes também receberam elogios da mãe do paciente. “Obrigada aos profissionais do Raio-X, entre outros. Toda a equipe do Costa do Cacau, também ao enfermeiro Názio Santana, coordenador do SAC. Enfermeira Rauana, muito obrigada pela compreensão. Gratidão sempre. Parabéns a todos pelo atendimento”, concluiu.

Confira os locais de atendimento na sede do município e no distrito de Taboquinhas
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Prefeitura de Itacaré, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informa que vai aplicar a primeira dose de vacina contra a Covid-19 em pessoas com 33 anos ou mais, a partir desta quarta-feira (07).

Na sede do município, a vacinação ocorrerá nos colégios Maria Benjamina e Aurelino Leal, das 8 às 12 horas e das 13h30min às 15h30min. No mesmo horário, a imunização será feita também no Colégio Padre Edgard Torres, no distrito de Taboquinhas.

PREFEITO DESTACA IMPORTÂNCIA DA SEGUNDA DOSE

Com base nas informações técnicas sobre a proteção da vacina contra a Covid-19, o prefeito Antônio de Anízio (PT) enfatizou a importância da imunização completa, que, no caso de três dos quatro imunizantes em uso no Brasil, depende da aplicação de duas doses.

Estação elevatória de esgoto começa a ganhar forma no terreno cedido pela Prefeitura de Ilhéus à Embasa || Foto Blog Pimenta
Tempo de leitura: < 1 minuto

O PIMENTA esteve hoje (6) na Universidade Livre do Mar e da Mata (Maramata), em Ilhéus, onde está em andamento, em ritmo acelerado, a construção de uma das duas estações elevatórias de esgoto do bairro Pontal, que serão integradas ao sistema de esgotamento sanitário da zona sul da cidade.

A obra da Embasa é necessária para a expansão do sistema de saneamento, no entanto a escolha dos locais para a construção das estações (Maramata, Praça São João Batista e uma terceira na Sapetinga) é questionada pela sociedade civil, comunidades religiosas e órgãos de controle externo.

A ialorixá Mãe Laura, que faleceu em março último, disse ao PIMENTA que recorreria até ao governador Rui Costa (PT) para evitar que o equipamento fosse construído no local sagrado para o candomblé – veja aqui.

O Ministério Público do Estado da Bahia (MPBA) acionou a Justiça para tentar impedir a obra na Maramata, alegando que a cessão do terreno da Prefeitura de Ilhéus para a Embasa foi ilegal – relembre aqui. O órgão também moveu ação contra a construção das estações na Praça São João Batista e na Sapetinga. O Poder Judiciário ainda não se manifestou sobre os pedidos do promotor de Justiça Paulo Sampaio.

A Embasa, por sua vez, informou que a escolha dos locais levou em consideração as necessidades técnicas da obra – veja.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Contraste entre a ocupação da Praça Castro Alves, em Ilhéus, numa quinta-feira do Projeto Música na Praça, antes da pandemia, e o flagrante do lixo espalhado quase aos pés da estátua do poeta Castro Alves, em foto do último domingo (4).

A Praça Castro Alves, também conhecida como “Pracinha da Irene”, é um dos espaços públicos mais movimentados de Ilhéus. Localizada diante da Avenida Soares Lopes, com diversos estabelecimentos, atrai pessoas que gostam de comer na rua ou bebericar uma cervejinha depois do expediente.

Nos verões, transforma-se no palco do projeto Música na Praça, capitaneado pelo músico e ativista cultural Itassucy Correia. O encontro da música popular com a oferta de guloseimas torna a Praça Castro Alves ainda mais aprazível. É como se a interação entre as pessoas, embalada pelo trabalho dos artistas, fosse capaz de concretizar o projeto civilizatório de sociabilidade contido, virtualmente, em toda praça pública.

Porém, no início da noite do último domingo (4), com uma quantidade significativa de lixo espalhado em volta de uma lixeira, a poucos metros da estátua do poeta, a Castro Alves nem de longe parecia “um lugar civilizado”, como dizem os mais velhos.

O lixo espalhado não tem nada a ver com o projeto musical, que, como dito, ocorre no verão. A atividade cultural foi referida como exemplo de ocupação civilizada do espaço público, em contraste com a imagem dos resíduos no chão da praça.

Outdoor da Prefeitura de Ilhéus anuncia nova maternidade: mudança brusca na gestão do hospital, que passará ao Estado, expõe falta de planejamento do governo municipal
Tempo de leitura: 2 minutos

Enquanto o Estado construiu e equipou o hospital, a Prefeitura demorou dois anos para descobrir que não tem condições de administrá-lo.

Thiago Dias

Há um descompasso no ritmo de trabalho dos governos estadual e municipal, que se expôs de modo indisfarçável nesta terça-feira (6), quando a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) confirmou que assumiu a gestão direta da nova maternidade de Ilhéus no lugar da Prefeitura. Como quem reclama pressa, a Sesab explicou que a decisão garante a abertura do hospital “com maior celeridade”, conforme trecho de nota publicada hoje.

No texto, a Sesab relembra que o acordo para que o município assumisse a gestão do Hospital Materno-infantil foi firmado em 2019. No entanto, segundo a nota, a análise do impacto dos custos de operação da maternidade sobre o orçamento municipal mostrou que a Prefeitura teria muita dificuldade para assumir a administração. Por isso, estado e município decidiram desfazer o acordo.

Porém, até a semana passada, quando foi frustrada a expectativa da população de receber o novo equipamento no aniversário da cidade, a reviravolta anunciada hoje ainda não estava no discurso dos gestores locais.

A Prefeitura chegou a destacar a maternidade num outdoor que omitiu o autor da obra, o governo estadual. No último dia 29, o secretário de Saúde Geraldo Magela disse a este PIMENTA que o município pretendia concluir neste mês o processo licitatório para terceirizar a administração da unidade. Tudo mudou numa semana.

Confirmada a mudança brusca de planos e diante do argumento financeiro suscitado pela Sesab, impõe-se a pergunta: a Prefeitura só descobriu agora (quase dois anos após o acordo) que os custos de operação da maternidade não cabem no seu orçamento? Se essa é mesmo uma descoberta tardia, faltou o mínimo de planejamento à gestão municipal.

A justificativa orçamentária, contudo, parece mais uma saída diplomática para atenuar o impacto político do anúncio da Sesab, que abala a credibilidade do governo municipal por contraste: enquanto o Estado construiu e equipou o hospital, a Prefeitura demorou dois anos para descobrir que não tem condições de administrá-lo. Descompasso desse tamanho não cabe num outdoor, e o governador Rui Costa(PT) tem a alcunha de correria a zelar.

Thiago Dias é repórter e comentarista do PIMENTA. Este comentário não representa, necessariamente, a opinião do blog.

Sesab diz que assumiu gestão direta da maternidade para acelerar inauguração
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) confirmou, no início da tarde desta terça-feira (6), que decidiu assumir a gestão do novo Hospital Materno-infantil no lugar da Prefeitura de Ilhéus.

De acordo com a Sesab, os 179 servidores estaduais cedidos ao município de Ilhéus serão reincorporados ao quadro estadual imediatamente e serão realocados para atuar no Hospital Materno-Infantil, que será administrado de forma direta pelo Governo do Estado.

Ainda conforme a pasta, a decisão assegura os proventos integrais dos servidores estaduais e garante a abertura da unidade com maior celeridade. A Sesab afirma que a análise do impacto de custos sobre o orçamento do município indicou que seria muito difícil para a Prefeitura de Ilhéus assumir a gestão.

A rescisão do termo de cessão foi pactuada com o município, informa a Sesab.

ESTRUTURA DA NOVA UNIDADE

O secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, explica que o Hospital Materno-Infantil contará com UTI neonatal e pediátrica, além de ser referência para toda a região sul em cirurgia pediátrica e parto de alto risco. “O governador Rui Costa [PT] sempre colocou a saúde como prioridade da sua gestão e nesse sentido, tem contribuído com a ampliação e fortalecimento da rede de saúde na região, seja com a construção do Hospital Regional Costa do Cacau, a aplicação de recursos na atenção básica e agora na rede materno-infantil”, declarou.

Governo da Bahia deve anunciar decisão ainda nesta terça-feira (6), informa blog
Tempo de leitura: < 1 minuto

A vagareza da Prefeitura para licitar o contrato da terceirizada que administrará a nova maternidade de Ilhéus, construída no terreno do antigo Hospital Regional Luiz Viana Filho, esgotou a paciência do Governo do Estado, que decidiu assumir a gestão da unidade no lugar do governo municipal. A informação é do conceituado Blog do Gusmão. 

A Secretaria de Saúde do Estado da Bahia confirmou a informação no início da tarde desta terça-feira (6).

Havia a expectativa de que o Hospital Materno-infantil fosse inaugurado no dia 28 de junho, no aniversário de 487 anos de fundação da antiga Vila de São Jorge dos Ilhéus. A Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) culpou a Prefeitura pelo adiamento da inauguração – relembre aqui.

A Secretaria de Saúde de Ilhéus ainda não se manifestou sobre a notícia. No último dia 29, a pasta informou ao PIMENTA, por meio do secretário Geraldo Magela, que pretendia inaugurar a maternidade no fim de julho – veja aqui.

Ao que parece, até a semana passada, a mudança brusca nos planos do governo estadual não estava no horizonte dos gestores locais.

O site telefonou para o secretário de Saúde de Ilhéus, Geraldo Magela, mas a chamada não foi atendida. Também enviou mensagem por aplicativo de celular, sem retorno até o momento. Atualizado às 13 horas.

Confira a lista de documentos necessários para garantir vaga no programa
Tempo de leitura: 2 minutos

Termina na próxima segunda-feira (12) o prazo para entrega de documentos do Partiu Estágio. Os 1.388 estudantes convocados no último dia 2 de junho devem comparecer aos locais informados por e-mail portando toda a documentação listada em edital (confira abaixo). Em caso de dúvida, os estudantes devem manter contato com a coordenação do programa, pelo e-mail partiuestagio@saeb.ba.gov.br, ou com a Ouvidoria Geral do Estado (OGE).

Caso os estudantes não compareçam dentro do prazo determinado, ou apresentem documentação incompleta, perderão a vaga de estágio.

Esta é a segunda convocação para o primeiro edital do programa lançado em 2021. Os estudantes foram chamados por e-mail e mensagem de celular, cadastrados no momento da inscrição.

Confira abaixo a documentação necessária.

• Comprovante de residência

• Original e cópia da Carteira de Identidade

• Original e cópia do Cadastro de Pessoa Física – CPF

• Original e cópia de Carteira de Identidade do representante legal, ou do Termo de Guarda expedida por autoridade judicial, se for o caso

• Declaração da Instituição de Ensino informando semestre letivo, duração do curso, percentual cursado, turno de estudo, curso de formação e sua modalidade presencial (Anexo II do Edital)

• Comprovante de matrícula e frequência da Instituição de Ensino

• Declaração própria de que não exerce atividade remunerada em órgão público

• Original e cópia do Título de Eleitor, se for o caso

• Original e cópia do Certificado de Reservista, se for o caso

• Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS

• Comprovação de inscrição no CadÚnico, se for o caso

• Histórico escolar do Ensino Médio ou declaração emitida pela instituição de nível médio, no caso dos candidatos que tenham sido selecionados pelo critério de ter estudado todo o Ensino Médio em Escola Pública ou como Bolsista integral

• No caso de pessoas portadoras de deficiência, deverá ser apresentado um Relatório Médico comprovando a deficiência

Ilhéus suspende vacinação nesta quinta-feira (5).
Tempo de leitura: < 1 minuto

A vacinação contra a Covid-19 do público com idade igual ou superior a 38 anos começará hoje (6) em Ilhéus. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), as pessoas devem comparecer à Cruzada do Bem pelo Bem, ao Salão da Igreja São João Batista e aos pontos de drive-thru, montados na Avenida Soares Lopes, próximo ao Centro de Convenções, e na Praça São João Batista, no Pontal.

O serviço estará disponível das 13h às 17h ou enquanto durar o estoque de vacinas. Há 1.500 doses da Pfizer para o atendimento desta terça-feira. Segundo a Sesau, para ser vacinado é necessário apresentar CPF, cartão do SUS e comprovante de residência.

José Simão mostra projeto de reforma à presidente Jussara Antunes, da Human Network do Brasil, instituição que apoia a requalificação da escola
Tempo de leitura: < 1 minuto

A presidente da Human Network do Brasil, Jussara Antunes, visitou ontem (5) as instalações da Escolinha Padre Giuseppe Bonomi, no bairro do Iguape, em Ilhéus. A unidade escolar pertence ao projeto social da Comunidade Novo Céu de Cristãos Católicos.

De acordo com o coordenador do projeto, José Simão Duarte, a instituição se prepara para iniciar novas obras no prédio escolar com a ajuda da Human Network do Brasil. Ao apresentar o projeto arquitetônico para a diretora Jussara, Simão mostrou que, nesse primeiro momento, as obras vão começar com a requalificação de uma parte do atual prédio existente para a construção de uma cozinha, refeitório, diretoria, secretaria e recepção. “Agradecemos à HNB, especialmente ao fundador Michael Eckes por sempre olhar por nossas crianças para que tenham um futuro melhor”, agradeceu José.

Conforme o projeto, o segundo pavimento do prédio vai ter uma sala de psicologia e psicopedagogia, um auditório, uma sala de radioweb e dois banheiros. Simão explicou que a construção vai ser feita passo a passo.

Atualmente, a estrutura do projeto Novo Céu tem capacidade para receber até 80 crianças de 3 a 5 anos. Durante a pandemia, cada criança matriculada recebeu materiais pedagógicos para a realização de atividades remotas organizadas pela equipe escolar.