Empresas são acusadas de vender e não entregar pacotes de viagem
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) ajuizou ação civil pública contra cinco empresas acusadas de aplicar golpes com a venda de pacotes de viagem. Segundo o promotor de Justiça Cristiano Chaves, a Ilhas do Caribe Turismo Ltda, Helm Viagens e Turismo Ltda, Cirque Amar Produções Artísticas, Pão de Açúcar e Sol Barra Hotel estariam envolvidas no esquema que lesou vários consumidores.

Conforme o MP-BA, as empresas atraíam clientes para a compra de pacotes de viagem, mas eles não conseguiam usufruir das diárias adquiridas. A ação pede à Justiça que determine às empresas que restituam em dobro os valores indevidamente recebidos.

As investigações apontam que, durante a temporada do Le Cirque Amar em Salvador, duas pessoas com identificação da empresa Ilhas do Caribe Turismo ofereciam sorteio de viagens para Gramado (RS) e colhiam dados pessoais de interessados.

Dias depois, um colaborador da empresa entrava em contato com os consumidores, informando que, embora não tivessem sido contemplados com a viagem, seriam beneficiados com duas diárias em hotéis credenciados pela empresa, devendo, para tanto, participar de um evento a ser realizado no Barra Sol Hotel. Lá, os consumidores  participavam de apresentação de pacotes de viagem. No momento de tentar contato com a empresa para marcação de suas viagens, não conseguiam falar com os responsáveis.

Na ação, Cristiano Chaves solicita ainda à Justiça que condene as empresas a repararem o dano moral causado aos consumidores, em coletividade, no valor mínimo de R$ 100 mil, reversível ao Fundo de Reconstituição de Bens Lesados.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.