Presidente Adolfo Menezes confirma exigência de vacinação para acesso à Alba
Tempo de leitura: < 1 minuto

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), Adolfo Menezes, reiterou que a Casa passará a exigir, a partir da abertura do ano Legislativo, em fevereiro, comprovante de vacinação completa contra a Covid-19 para ingresso e circulação em suas dependências.

“Enquanto estivermos vivendo sob o risco de contaminação com a variante ômicron do coronavírus, vamos zelar pela saúde e integridade física dos 63 deputados, servidores, estagiários e terceirizados que retomaram as suas atividades de forma presencial. O direito de não se vacinar permanece, desde que o parlamentar ou servidor comprove a imunidade através de exame PCR ou de antígenos negativos, renovado a cada 72 horas, mas nossa obrigação é proteger a sanidade dos que se vacinaram”, disse o chefe do Legislativo estadual.

Para o público externo, a comprovação será feita com a exibição do comprovante da vacinação completa contra a Covid-19 e documento oficial com foto no momento do acesso às dependências da Alba.

Já os 63 deputados, servidores públicos e estagiários , bem como os colaboradores de empresas terceirizadas, deverão comprovar a vacinação completa, até o dia 31 de janeiro de 2022, para terem acesso aos edifícios legislativos.

EXCEÇÃO

As pessoas não vacinadas, ou com vacinação incompleta, deverão apresentar teste RT/PCR ou teste antígeno negativos para Covid-19 realizados nas últimas 72 horas. Nesta hipótese, o exame deverá ser renovado a cada 72 horas.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.