Técnicos de Ibirapitanga apresentam PSA do município a representantes da Amurc
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Associação dos Municípios do Sul, Extremo-sul e Sudoeste da Bahia (Amurc) avalia a possibilidade de expandir o Programa de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) para municípios associados à entidade.

O assunto foi tema de reunião nesta sexta-feira (21), com a presença do secretário executivo da Amurc, Luciano Veiga, do coordenador técnico da Amurc, Erlon Botelho, do secretário de Agricultura de Ibirapitanga, Edvaldo Quinto, do coordenador do Programa Produtores de Água do mesmo município, Iago da Silva Oliveira, e do líder do Assentamento Dois Riachões, Luciano Ferreira da Silva.

A iniciativa já realidade em Ibirapitanga e incentiva os produtores rurais do município a adotarem boas práticas de proteção e conservação da água e do solo, a exemplo da restauração florestal de áreas de preservação permanente, as chamadas APPs.

O projeto premia financeiramente seus participantes, ao tempo em que acompanha e orienta o planejamento integrado de suas propriedades, visando restabelecer os serviços ambientais. O munícipio de Ibirapitanga tornou-se o primeiro da Bahia a aprovar lei de PSA, tendo inclusive orçamento próprio para sua execução.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.