Tandick e Gurita: vereadores trocam farpas no plenário virtual da Câmara
Tempo de leitura: 2 minutos

O vereador Tandick Resende (PTB) balançou a cabeça em sinal de concordância, na tarde desta quarta-feira (2), quando a vereadora Enilda Mendonça (PT) disse que a decisão de levar a CEI do Transporte para a apreciação do plenário da Câmara de Ilhéus contrariava a “Bíblia” dos vereadores, ou seja, o Regimento Interno do parlamento ilheense.

Segundo o Regimento, uma comissão especial de inquérito pode funcionar durante o recesso legislativo. No entanto, na interpretação do presidente da Câmara, Jerbson Moraes (PSD), o funcionamento do órgão após o fim de 2021, ano de criação da CEI, estava condicionado à aprovação do plenário, que, por maioria de 13 votos a 7, extinguiu a investigação do acordo milionário da Prefeitura de Ilhéus com as empresas Viametro e São Miguel (veja aqui como votou cada parlamentar).

Depois do pronunciamento de Enilda, Tandick pediu a palavra, corroborou o posicionamento da colega e foi além, dizendo que o pedido de extinção da CEI, feito por Alzimário Belmonte, Gurita (PSD) – líder do governo Marão na Câmara -, era fruto de “plágio”.

“O requerimento do emissário do governo [Gurita] é um plágio de um artigo de internet. Não sei se os senhores tiveram a oportunidade de ler, mas o que se percebe é que o vereador leu o artigo na internet, copiou deliberadamente, sem nem citar o autor, e fez o requerimento. É o chamado plágio: se apropria do trabalho intelectual de outra pessoa e utiliza como se fosse seu. Não faz a citação. Não se deu ao trabalho nem de escrever diferente. Na faculdade, a reprovação seria certa”, disparou Tandick Resende.

A RESPOSTA DE GURITA

Após considerações de outros vereadores no plenário virtual, Gurita pediu a palavra e afirmou que Tandick tentou humilhá-lo. “Vossa excelência é um grande vereador, é um bom jurista, mas não sabe tudo, ninguém sabe tudo”, disse o líder do governo, dirigindo-se ao petebista.

“Outra coisa”, continuou Gurita. “Vossa excelência falou em plágio. Se vossa excelência diz que eu fiz um plágio, podia me denunciar, porque quem comete plágio merece a denúncia”. Na sequência, Gurita citou projeto de Tandick e sugeriu que o colega analisasse a própria proposição. “Queria que desse uma olhada nele depois”, deixou no ar.

Depois, o líder do governo questionou, em tom de desafio, por que os vereadores a favor da CEI do Transporte ainda não levaram a questão ao Ministério Público e ao Poder Judiciário. “Vai lá! Vai à Polícia Federal, pronto!”.

No fim do pronunciamento, Gurita saiu em defesa do acordo da Prefeitura com as empresas de ônibus e pediu humildade e simplicidade aos colegas. “A pior coisa no homem é a soberba. A soberba, o soberbo é horrível, acha que é tudo e os outros não são ninguém. Essa é a pior coisa no homem. É isso que leva o homem à queda”.

2 respostas

  1. Esse tadick ta se tornado una pesssoa insuportavil entre os virilhador, toda hora tem uma ameaça de que vai chamar o ministerio pubico e a polícia pa todo mundo

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.