Substituição de semáforos por rotatória é avaliada pelo governo municipal, diz diretor da Sutram
Tempo de leitura: 2 minutos

A Superintendência de Transporte, Trânsito e Mobilidade de Ilhéus (Sutram) avalia a possibilidade de substituir o conjunto semafórico do cruzamento da Rua da Linha com a Avenida Canavieiras, em frente à Receita Federal, por uma rotatória. O diretor da Sutram, Valci Serpa, falou sobre o assunto com o PIMENTA, por telefone, nesta quarta-feira (9).

Os semáforos citados estão quebrados. “A ideia é criar uma rotatória, por isso nós colocamos uma rotatória provisória para sentir como funciona e a expectativa é que ali passe a ter uma rotatória. Se não der certo, já está lançado o edital para comprar os equipamentos para reativar aqueles semáforos”, explica Serpa.

Perguntamos se a retirada definitiva dos semáforos não vai dificultar o trânsito dos pedestres, pois há quatro escolas nas imediações. “Não, não. Ali, praticamente, não tem muita travessia. Claro que, quando se coloca uma rotatória, a gente privilegia os carros, os veículos, em detrimento dos pedestres. Mas, logo à frente, no IME [Instituto Municipal de Ensino Eusínio Lavigne], continuará tendo o semáforo, que tem uma passagem de pedestres. A gente está avaliando isso, está em estudo. A frequência de passagem de pedestres naquela região é pequena, mas existe”, respondeu o gestor.

OPERAÇÃO TRAVESSIA SEGURA

Ainda segundo o diretor da Sutram, os semáforos provocam engarrafamento. Citou como exemplo o cruzamento da Avenida Itabuna com a Avenida Princesa Isabel. “O engarrafamento da entrada da Princesa Isabel tá batendo lá no Eco Baba. Agora, aumentamos o tempo da Avenida Itabuna, para ver se libera mais o tráfego. E estamos fazendo a Operação Travessia Segura com objetivo de colocar os agentes de trânsito para puxar o tráfego nesses horários de muito movimento e ajudar os pedestres nas travessias”.

A Operação Travessia Segura também ocorre em frente à Receita Federal, na entrada do bairro Malhado pela Avenida Itabuna, na Praça Cairu e na Avenida Petrobras. “A gente faz esse tipo de serviço para garantir que não tenhamos acidentes de trânsito. Inclusive, com esse trabalho, o número de sinistros de trânsito em cruzamentos semafóricos é pequeno, na comparação com os acidentes que ocorrem em ultrapassagens perigosas”, conclui Valci Serpa.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.