Uso de máscara deixa de ser obrigatório em Vitória da Conquista
Tempo de leitura: 2 minutos

O uso de máscaras faciais em ambientes abertos tornou-se facultativo em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. O Decreto 21.764, que desobriga o uso de máscara em áreas abertas e retira a limitação de público em eventos e atividades, foi publicado em edição extra do Diário Oficial do Município na tarde desta terça-feira (22).

A Prefeitura de Vitória da Conquista informou que a medida leva em consideração os dados epidemiológicos que apresentam uma redução no número de casos confirmados, internações e óbitos em decorrência da Covid-19, além do avanço da vacinação contra a doença. O município já disponibilizou mais de 758.430 doses de vacina. São 298.852 pessoas, entre adultos, adolescentes e crianças, já receberam, pelo menos, duas doses.

Está mantida a obrigação do uso da máscara para proteção contra o novo coronavírus em espaços fechados, a exemplo do transporte público, mercados, lojas, escolas, bares e restaurantes.

O decreto assinado pela prefeita Sheila Lemos também retira a limitação de público ou lotação dos locais em eventos e atividades, inclusive com venda de ingressos. No caso de eventos em locais fechados, o uso de máscara continua obrigatória. Cabe aos organizadores cumprir todos os protocolos sanitários vigentes para prevenção da Covid-19.

O boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) mostra que, até as 17h, os números da Covid-19 estão em queda. Hoje, foram registrados 19 casos ativos e 16 pacientes na rede hospitalar municipal: oito pacientes estão internados nos leitos clínicos, representando ocupação de 21,1% dos 38 leitos, e outros oito pacientes estão na UTI, o que representa 26,7% dos 30 leitos de unidade de terapia intensiva.

PORTO SEGURO

Desde o dia 11 deste mês que a Prefeitura de Porto Seguro, no extremo-sul da Bahia, retirou a obrigatoriedade do suo de máscara em ambientes abertos na cidade. A máscara continua obrigatória em ambientes fechados, locais de trabalho com mais de uma pessoa e transporte coletivo.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.