Tempo de leitura: < 1 minuto

Moradores de Ilhéus se organizam para fazer um protesto na BA-001, onde a cirurgiã-dentista Ranitla Scaramussa Bonella foi atropelada e morreu. A manifestação, que tem o nome da jovem, seria às 7h mas foi remarcado para as 12h desta quarta-feira (15), em frente à Faculdade de Ilhéus.

O modo como o ato será feito ainda é discutido. Uma das propostas é a ocupação das faixas de pedestres dos dois sentidos da rodovia, por três minutos, antes de liberar o tráfego e repetir o movimento a cada dez minutos, ao longo de 1h30min. A cada parada, distribuirão panfletos e exporão cartazes aos condutores.

A pauta de reivindicações inclui a construção de passarelas sobre a rodovia e de nova rótula de acesso aos bairros São Francisco e Nelson Costa, além da redução do limite de velocidade na via para 40km/h (o limite atual é de 60km/h).

FISCALIZAÇÃO DA RODOVIA CABE À PRE, INFORMA SERPA

Ao PIMENTA, o superintendente de Trânsito do município, Valci Serpa, explicou que a responsabilidade de fiscalizar a via é da Polícia Rodoviária Estadual (PRE). Perguntamos se a Prefeitura de Ilhéus já fez alguma solicitação ao Estado com o propósito de reduzir o risco de acidentes na BA-011, a exemplo da construção de passarelas. “Já fizemos vários expedientes, por isso colocaram radares e diminuíram a velocidade”, respondeu Serpa. (Atualizado às 20h de 14 de junho de 2022)

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.