Tempo de leitura: < 1 minuto

A Bahiagás e a Biofábrica firmaram convênio que destinará 7 mil mudas de árvores nativas da Mata Atlântica para a Aldeia Igalha, do povo tupinambá de Olivença, em Ilhéus, sul da Bahia. A parceria foi selada na sexta-feira (15).

Enquanto a Bahiagás cobrirá os custos da iniciativa, como forma de compensação ambiental por sua atuação em Ilhéus, caberá à Biofábrica produzir as mudas, que serão de espécimes ricas em essências florestais e frutíferas.

Para Jackson Moreira, presidente da Biofábrica, a ação na aldeia é revestida de simbolismo especial. “A maior parte de nossos contratos é direcionada ao plantio ou replantio de áreas comerciais. Aqui, estamos participando de uma ação extremamente positiva para o meio ambiente. Parabenizamos a Bahiagás pela iniciativa e ao povo tupinambá, que vai ser beneficiado e vai se integrar diretamente a esse projeto tão importante”.

O convênio beneficiará 6,5 hectares, área habitada por 150 famílias. “Vai fortalecer ainda mais a nossa mãe natureza aqui na aldeia e nos ajudar a cuidar da nascente do rio Tororomba, que beneficia a todos nessa região”, comemora a cacique Nani Sussuarana.

A solenidade contou com a presença do vereador Cláudio Magalhães (PCdoB), primeiro tupinambá do Legislativo ilheense; do ancião José Raimundo; e de lideranças femininas dos tupinambá, a exemplo de Duciana, Juerana e Sueli Araponga.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.