Técnicos da Embrapa entregam mudas em visita à Biofábrica
Tempo de leitura: 2 minutos

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) entregou mudas de novas variedades de mandioca e abacaxi à Biofábrica, em Ilhéus, no sul da Bahia, como parte de acordo de cooperação técnica. Aprimoradas geneticamente e mais resistente a pragas, as plantas ainda serão lançadas no mercado pela empresa federal.

De acordo com os pesquisadores da Embrapa Mandioca e Fruticultura, Hermínio Rocha e Helton Fleck da Silveira, o trabalho da Biofábrica é importante para os processos de melhoramento genético da mandioca e do abacaxi, que integram os programas Reniva e Rede Ananás, respectivamente.

Na visita à Biofábrica, na semana passada, Hermínio e Helton observaram a quantidade e a qualidade das amostras de outras variedades dos dois programas, multiplicadas in vitro e também nos viveiros da instituição sul-baiana. “Nossa avaliação é a melhor possível. Foi realmente uma grata surpresa, tanto pela quantidade quanto pela qualidade dos materiais propagados no laboratório”, enfatizou Hermínio.

Variedade híbrida de abacaxi criada pela Embrapa

Ainda segundo Hermínio Rocha, a Biofábrica tem reconhecida capacidade de multiplicação de mudas de qualidade. “Sem falar nas condições climáticas do local onde está inserida”, acrescentou, referindo-se à Mata Atlântica do sul da Bahia.

REPRODUÇÃO

Biofábrica reproduzirá mudas em seu viveiro

Quando a Embrapa apresentar as novas variedades no site do Ministério da Agricultura, a Biofábrica poderá iniciar a multiplicação dos híbridos, que, em breve, serão disponibilizados aos produtores de abacaxi e de mandioca.

– Estamos trabalhando para oferecer, em breve, aos produtores, novas variedades de abacaxi e de mandioca, com grande capacidade produtiva e de resistência às doenças e pragas. Daí a importância desse acordo de cooperação técnica, que permite a difusão, por meio da multiplicação em larga escala, da tecnologia e inovação produzidas pela parceira Embrapa – resume Jackson Moreira, presidente da Biofábrica.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.