Bamor e Os Imbatíveis são enquadradas em ação civil pública
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) pediu que a Justiça afaste as torcidas organizadas Bamor e Os Imbatíveis dos estádios por dois anos, em todo o país. A ação foi protocolada nesta segunda-feira (12).

A promotora de Justiça Thelma Leal também solicitou que os associados das duas torcidas sejam proibidos de frequentar eventos esportivos trajando roupas ou acessórios com símbolos das duas organizações e que sejam obrigados a permanecer fora de um raio de 5 mil metros de locais onde ocorram disputas esportivas.

Bamor e Os Imbatíveis são torcidas do Bahia e do Vitória, respectivamente. No último dia 4, membros das duas organizadas se envolveram numa briga generalizada no bairro de São Caetano, em Salvador.

De acordo com a promotora de Justiça, vídeos registraram as cenas de violência, inclusive o momento em que o motorista de um carro atropelou, de forma proposital, pessoas que estavam na via pública.

A ação requer o fechamento das sedes da Bamor e de Os Imbatíveis para eventos e concentração de torcedores. O MP também requereu que a torcida do Vitória seja obrigada a publicar em suas redes oficiais a decisão judicial, caso seja proferida nos termos do pedido.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.