Colunista dá dicas para assegurar maior vida útil às palhetas de limpador de para-brisa || Reprodução Autoglass
Tempo de leitura: 2 minutos

Começa a chuviscar e você precisa ligar o limpador de para-brisa. Aí, ao invés de limpar a lâmina d’água que se forma no vidro, as palhetas deixam a visibilidade pior do que estava.

Chegou a hora de substituir?

A resposta: depende!

É comum que, a depender do uso e situações do dia a dia, como poeira, contaminação, óleos, chuva-ácida, sol escaldante etc., as palhetas de limpador se desgastem prematuramente, pois estão em uso considerado severo. Normalmente, as palhetas têm vida útil em torno de 6 meses a 1 ano.

Quero deixar algumas dicas para vocês de como “prolongar” a eficácia desse item que está diretamente associado “aos nossos olhos”.

É sabido que as situações citadas acima fazem com que as palhetas cheguem à “aposentadoria”. Então, vamos criar um ambiente favorável para que elas tenham uma vida “proletária” maior, e consequentemente uma economia no seu bolso!

Então façamos o seguinte:

– Pelo menos uma vez a cada 15 dias, lave o para-brisa do seu carro com detergente neutro e água limpa. Na hora da secagem, utilize uma flanela limpa para tirar o excesso e seque-a totalmente com folhas de jornal.

– Limpe as borrachas das palhetas também com água limpa e detergente neutro, mas seque com um papel toalha.

– Caso a borracha esteja visivelmente com pequenas rachaduras, faça a limpeza com álcool isopropílico ou etílico.

– Também aplicar nas palhetas um pouco de grafite spray após a limpeza, ajuda a evitar o ressecamento.

– É ideal que se use limpa-vidros no reservatório, pois ele ajuda a eliminar alguns dos componentes que estragam as borrachas.

– Por fim, caso essas “soluções” não resolvam a situação, aí sim é chegada a hora de substituí-las.

Ícaro Mota é consultor automotivo e diretor da I´CAR. A coluna é publicada às sextas-feiras.

Clique e confira mais no Instagram.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.